Ad
Home Últimas Notícias Professores da rede estadual iniciam greve nesta quarta-feira, 13

Professores e servidores da rede estadual de ensino entraram em greve, nesta quarta-feira (13/05), em Goiás. A categoria reivindica o pagamento do piso dos professores e do salário integral dentro do mês trabalhado, a data-base dos administrativos, salário dos contratos temporários equiparados de acordo com o dos efetivos e a realização de concurso público.

Em nota divulgada no último dia 8, após o anúncio da paralisação por parte da categoria, a Secretaria Estadual de Educação afirmou que o governo “sempre valorizou os servidores e mantém o diálogo aberto”.

A secretaria informou ainda que fez “todos os esforços para negociar com os representantes da categoria” e que o reajuste do piso salarial dos professores será pago no mês de agosto. Entretanto, segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Goiás (Sintego), a greve foi o “último recurso encontrado pelos trabalhadores para ter os direitos respeitados”.

A categoria também alega que não faltam recursos para o governo pagar o reajuste dos professores e dos administrativos, como também para investimento nas políticas educacionais. “No mês de abril, só de recursos do Fundeb [Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação], a Educação
4000
recebeu R$ 164.230.781,37. A folha mensal não atinge R$ 170 milhões”, calcula o sindicato.
O Sintego espera que a adesão à greve chegue ao menos até 80% dos servidores, dentre professores e administrativos. De acordo com o sindicato, o estado possui 35 mil trabalhadores na Educação.

(Com G1)

Deixe um comentário