Image
Home Últimas Notícias Prefeitura terá prazo de 4 meses para retirar passarela

As passarelas instaladas sobre o trevo de acesso aos bairros de Lourdes, Filostro Machado e Parque Brasília, no elevado Ayrton Senna, junto à BR-153, em Anápolis, serão retiradas nos próximos dias após decisão tomada em audiência no Ministério Público do Estado de Goiás, com representantes da prefeitura e do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea). A estrutura, erguida há 20 anos, tem se deteriorado ano a ano sem que sirva de ponto de ligação para ninguém que passa pelo local. Uma das partes da passarela, inclusive, está sem a escada de acesso.

Ficou acordado na reunião, que a prefeitura terá 120 dias para fazer a retirada das passarelas. Esse tempo foi pedido pelo procurador geral da prefeitura, Edmar Silva, considerando que para fazer a retirada da estrutura metálica com a devida segurança será necessária a locação de alguns equipamentos, como guindastes, dos quais a prefeitura não dispõe, tendo assim que fazer uma licitação.

O consenso de que as passarelas deverão ser mesmo demolidas, baseou-se no resultado de uma vistoria feita pelo Crea, tanto na base quanto na estrutura metálica. Mas antes mesmo do laudo técnico da equipe do Crea, a prefeitura fez a interdição da passagem.

Na reunião, ficou acordado ainda que a Secretaria Municipal de Obras, terá 15 dias para reforçar a sinalização visual da interdição para evitar que os transeuntes utilizem a passarela.

A obra passou a ser criticada logo após a sua inauguração porque a movimentação de pedestres no local era muito pequena e, além disso, as pessoas não subiam nas passarelas. A passarela está com boa parte de sua estrutura metálica comprometida, com buracos provocados pela ferrugem em vários pontos, inclusive das escadas. A base de sustentação também está comprometida, conforme o laudo do Crea.

(Com O’popular)

Deixe um comentário