Ad
Home Últimas Notícias Polícia procura suspeito de vender cartas de consórcio falsas

A Polícia Civil procura um homem suspeito de vender cartas de consórcios falsas em Anápolis, a 55 km de Goiânia. Segundo o delegado responsável pelo caso, Daniel Nunes, a estimativa é de que, pelo menos, 20 pessoas caíram no golpe.

“Já conversei com cinco vítimas e outras dez estão agendadas para prestar depoimentos esta semana. No total devem ser umas 21 pessoas que foram vítimas do golpe”, esclareceu o delegado Nunes.

O investigador afirmou ainda que o suspeito é prcurado desde 2013. “Ele vendia a carta de crédito contemplada, mas quando a pessoa o procurava para saber do andamento do processo ou até para resgatar o valor ele sumia”, explicou.

Ainda segundo Nunes, o suspeito já trabalhou em uma empresa de vendas de consórcios. Em 2013 uma das vítimas foi à empresa onde o suspeito costumava trabalhar e ouviu que ele não era mais funcionário de lá e que a carta que a vítima apresentou era falsa.

A polícia informou que o suspeito sempre oferecia cartas de crédito de valores altos, mas por preços abaixo dos valores de mercado e com juros menores. O homem também pedia cerca de R$ 3 mil adiantado para cada vítima, mas nunca entregava o consórcio finalizado.

O entregador Fernando Dias afirma ser uma das vítimas do golpe. “Entreguei o dinheiro pra ele, as coisas foram acontecendo, ele chegou a dizer: ‘o banco vai te ligar’, mas nunca ligava e a explicação que vinha dele é que o nosso cadastro não tinha sido aprovado lá, sem nenhuma ligação para nós”, conta.

O preparador de carrocerias Siris Emanuel afirma que também comprou uma carta de crédito falsa. A vítima chegou a pegar um carro na esperança de conseguir o dinheiro, mas precisou devolver o veículo à vendedora quando descobriu que a nota era falsa.

“Fiquei três meses com o carro. A pessoa que me vendeu veio atrás de mim, a gente conversou e me falaram que não existia esse consórcio. A gente ficou sabendo através de outras pessoas que sofreram o mesmo golpe. Devolvi o carro pra ela e fui atrás dele [suspeito]”, afirmou.

Ainda de acordo com Nunes, a procura por consórcios tem aumentado e, por isso, algumas pessoas aproveitam a oportunidade de aplicar esse tipo de golpe.

“Para não cair no golpe é importante sempre comprar consórcios de lojas credenciadas, de pessoas que trabalham regulares nessa área. Tomar muito cuidado com pessoas que oferecem cartas de crédito” alertou o delegado.

Deixe um comentário