Home Política Frederico chega ao PSDB e frisa discurso por unidade

Uma disputa interna na escolha daquele que irá encabeçar a chapa majoritária em 2016 seria desastrosa para projeto inédito dos tucanos anapolinos de conquistar a Prefeitura

MARCOS VIEIRA

Em uma reunião na terça-feira (19), no Palácio Pedro Ludovico, em Goiânia, quatro possíveis candidatos a prefeito pelo PSDB convidaram o chefe de gabinete do governador, o ex-deputado Frederico Jayme Filho, a se filiar ao partido, que passa a ser, a partir disso, mais um nome tucano cotado a disputar a eleição de 2016.

Na reunião, como possíveis postulantes, estavam o presidente do PSDB municipal, vereador Fernando Cunha; o superintendente de Indústria e Comércio, Victor Hugo Queiroz; a superintendente de Direitos Humanos, Onaide Santillo; e o presidente da AGR, Ridoval Chiareloto. Um quinto nome cotado, o deputado federal Alexandre Baldy, foi citado pelos presentes em diversas ocasiões.

Frederico Jayme Filho ainda teve o convite para filiação endossado pelo ex-presidente tucano em Anápolis Valto Elias, hoje tesoureiro do partido. Também participou do encontro o chefe do Gabinete Militar do Governo de Goiás, coronel Adailton Florentino.

Com tantos nomes cotados para a disputa do pleito do ano que vem, naturalmente o PSDB começa a se preocupar com a unidade do partido. Uma disputa interna para encabeçar a chapa majoritária seria desastrosa para o projeto inédito da sigla de conquistar a Prefeitura de Anápolis. Em outros tempos, rachas eliminaram qualquer chance de o partido do governador sem bem sucedido em Anápolis na eleição municipal.

O superintendente Victor Hugo frisou essa necessidade de manutenção da unidade após a definição do candidato. “O que me deixa muito animado é a motivação e concordância de todos da importância da unidade do partido na cidade. A chegada do Frederico acrescenta mais esse propósito”, disse ele, em entrevista ao JE ao final da reunião.

Victor Hugo comentou que os tucanos não estão com pressa para definir quem será o candidato a prefeito do partido. Segundo ele, o foco agora é a montagem de uma chapa competitiva para a disputa de cadeiras de vereador. A discussão da candidatura a prefeito virá depois. “Vamos traçar um perfil e dentro disso caminhar para o nome”, revelou o superintendente.

Fortalecimento

O presidente Fernando Cunha, que hoje ocupa o cargo de superintendente do Produzir/Fomentar no Governo de Goiás, também destacou a importância dessa unidade. “Essa reunião fortaleceu nosso pensamento sobre as eleições de 2016”, comentou. Fernando foi bastante elogiado por Ridoval Chiareloto durante a reunião, que fez menção ao avô do presidente do PSDB, o ex-deputado Fernando Cunha Júnior, já falecido, e falou da possibilidade do vereador ser um nome novo para a disputa majoritária.

O presidente da AGR também falou da necessidade do PSDB anapolino começar a percorrer os bairros para conversar com lideranças comunitárias que possam somar forças no próximo ano. Essa ideia de ir ao encontro das bases foi bastante citada durante a eleição do novo diretório municipal.

Ridoval também falou em união não só do PSDB, mas também dos partidos que compõem a base de apoio do governador Marconi Perillo. Sobre o comportamento que os quadros da sigla precisam ter nesse momento de escolha de nomes, ele resumiu o que pensa do assunto. “A partir da hora que se tirar as vaidades pessoais, ganharemos a eleição”.

Onaide Santillo elogiou Frederico Jayme, dizendo que a história dele faz com que o PSDB se orgulhe dessa filiação. A superintendente disse ainda que o partido está aberto para construir uma nova história em Anápolis e que tem um trunfo, a presença do governador Marconi Perillo em seus quadros, um político com elevado índice de aprovação na cidade.

Membro ativo do grupo de anapolinos que compõem o Governo de Goiás, o coronel Adailton disse que ficou satisfeito de ouvir de todos na reunião as palavras “unidade e composição”. “Acho de fundamental importância que o PSDB se reforce com um nome que dá apoio imprescindível para a cidade, uma pessoa que pode ser guindada a situação de pré-candidato”, comentou o militar.

O presidente Fernando Cunha informou que um grande ato será realizado em Anápolis para marcar a filiação de Frederico Jayme Filho e outras pessoas que vão entrar no PSDB. Ele elogiou o ex-deputado, que também é ex-conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE). “Frederico tem uma história política muito grande, um legado importante e é pautado pela ética e probidade no trato das questões públicas”, comentou Fernando.

O ex-presidente Valto Elias comentou que a chegada de Frederico Jayme representa a continuidade do processo de fortalecimento da sigla. “É um grande quadro. Uma grande aquisição no momento importante em que o partido que se prepara para 2016”.

Alegria

Sobre o convite, Frederico disse que o recebia “com muita alegria”. Ele não poupou críticas ao seu ex-partido, o PMDB, que ajudou a fundar em Goiás. “Há alguns meses eu expulsei o PMDB da minha história política porque o PMDB de hoje não é o de ontem. Hoje é um partido sem ética e apoia desvios ao apoiar governos comprometidos com a corrupção”.

Frederico disse que chega ao PSDB com o pensamento de que o partido fará o próximo prefeito de Anápolis. O novo tucano não poupou críticas ao provável adversário de 2016. “A cidade é politizada e sabe que o PT tem que sair da prefeitura pelo voto da população. Pelo histórico ruim, negativo e triste que o PT trabalhou no Brasil, no Estado e em Anápolis”.

Deixe um comentário