Ad
Home Destaques Pesquisa aponta que diferença nos preços dos brinquedos chega a 128%

Com a proximidade do Dia das Crianças nesta segunda-feira, dia 12 , o Procon divulga pesquisa de preços de 67 brinquedos, entre bicicletas, bonecas, carrinhos, jogos de tabuleiros, patins, massa de modelar, bolas, etc. A coleta foi feita em oito estabelecimentos, entre supermercados e lojas especializadas. No caso do brinquedo Clue – dois jogadores da Hasbro, o menor preço encontrado foi de R$ 35, enquanto o maior chegou a R$ 79,99, variação de 128,54%. O jogo Can Cam da Grow, teve variação entre menor e maior preço de 87,61%, com menor preço a R$ 7,99  e o maior a R$ 14,99.

A bicicleta aro 12 Batman da marca Bandeirante, cuja variação foi de 17,65%, teve os preços oscilando entre R$ 339,99 a R$ 399,99. A boneca Barbie 2 em 1 (CDY61) da Mattel, foi encontrada ao menor preço de R$ 89,99 e o maior a R$ 149,99, variação de 66,67%. Com variação de 13,97%, o Patinete Hulk 18690 da marca Bandeirante, foi encontrado ao menor preço de R$ 219 e o maior chegando a R$ 249,60. O brinquedo Pelúcia Musical Peppa (5807) da Estrela teve os preços oscilando de R$ 104,99 a R$ 139,90, variação de 33,25%.

Dos produtos pesquisados, 25 brinquedos tiveram seus preços levantados no ano passado e este ano. Comparando o preço médio de outubro de 2014 com os de agora, os brinquedos estão, em média, 2,98% mais caros. No entanto, individualmente, foram encontrados brinquedos com aumento de até 32,54%. É o caso do Perfil 5 da marca Hasbro, que no ano passado era vendido ao preço médio de R$ 67,82 e agora custa, em média, R$ 89,89. O tradicional jogo Banco Imobiliário Jr da Estrela, que era comercializado em 2014 ao preço médio de R$ 71,20, hoje está custando em média, R$ 81,39, aumento médio de 14,32%.

Dentre os produtos que apresentaram redução no preço, está o jogo Imagem e Ação Junior com lousa (1710) da Grow. Em outubro de 2014 era vendido ao preço médio de R$ 66,97 e atualmente custa R$ 59,97 em média, redução de 10,46%. Produto idêntico pode variar até 128%.

Economia
Segundo o Procon, a palavra de ordem é pesquisar. Isso porque foram identificadas variações de preços muito grandes para o mesmo tipo de produto, considerando mesma marca e modelo. Com isso, a pesquisa de preços pode significar uma boa economia no bolso ou, caso a pesquisa não seja feita, pode resultar em prejuízo. Os preços pesquisados refletem a situação no momento da coleta de preços, o que, com a proximidade do Dia das Crianças podem sofrer alterações para mais ou para menos, daí a importância de reservar um tempo e fazer a pesquisa de preços com calma, avaliando preços e qualidade do produto.

(Com Goiás Agora)

Deixe um comentário