Ad
Home Destaques Goiás receberá investimento de R$ 500 milhões para obras de saneamento

Saneamento

Obras de saneamento ambiental em oito municípios goianos vão receber investimentos de mais de R$ 500 milhões, anunciou o ministro das Cidades, Gilberto Kassab. Será atendida a capital do Estado, Goiânia, além de Anápolis, Águas Lindas de Goiás, Alexânia, Aparecida de Goiânia, Novo Gama, Luziânia e Rio Verde. Kassab anunciou também a elaboração de projetos para a expansão do BRT Norte-Sul, de Goiânia. “São convênios vinculados à infraestrutura num trabalho em conjunto do nosso Ministério com o Governo do Estado, a maior parte vinculados às prefeituras”, afirmou.

“Aqui vamos avançar para mais qualidade de vida, pois saneamento significa saúde para a população dos diversos municípios envolvidos, e no campo da mobilidade, não apenas em relação ao BRT, mas também com todas as outras obras”, disse o ministro das Cidades.

Estima-se que um milhão de habitantes sejam beneficiados com as obras de saneamento. Entre as ações estão a implantação de redes coletoras em Goiânia; ampliação do sistema de esgotamento sanitário em Anápolis, com 30.565 ligações domiciliares, 502 quilômetros de rede coletora, 15,50 quilômetros de interceptor, cinco estações elevatórias de esgoto, além da reestruturação e modernização da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE).

Em Alexânia, será construído o sistema de esgotamento sanitário contendo obras de redes coletoras, interceptores, elevatórias e ETE. Também será feita ampliação do sistema de abastecimento de água de Águas Lindas de Goiás, com a construção de captação superficial, quatro estações elevatórias, Estação de Tratamento de Água (ETA), 6,3 quilômetros de adutoras, 14 reservatórios, 3,7 quilômetros de rede de distribuição e 9865 ligações domiciliares.

A cidade de Aparecida de Goiânia terá o sistema de abastecimento de água ampliado com a implantação de 11,9 quilômetros do Linhão Goiânia, 11 quilômetros de adutoras de água tratada, estações elevatórias de água tratada, centros de reservação, rede de distribuição Veiga Jardim e ligações.

O sistema de esgotamento sanitário do Novo Gama será ampliado com a construção de ETE – tratamento terciário, cinco estações elevatórias de esgoto, 7,9 quilômetros de interceptores, 86 quilômetros de rede coletora e 8.212 ligações domiciliares. Igualmente será ampliado o sistema de abastecimento de água da sede municipal de Rio Verde – Sistema do Ribeirão Abóbora – integrando a ampliação da captação e da ETA “Abóbora”, com a construção de duas estações elevatórias de água tratada, três adutoras e três reservatórios.

As regiões de Serrinha e Cruzeiro do Sul terão o sistema de abastecimento de água melhorado e ampliado com a fabricação de captação subterrânea, ETA, estação elevatória de água tratada, 1.380 metros de adutoras de água tratada, 75 quilômetros de rede de distribuição e 3.250 ligações prediais.

BRT

Do total dos recursos anunciados, R$ 3 milhões serão destinados à elaboração do projeto básico para expansão do BRT-Norte-Sul, trecho Terminal Cruzeiro do Sul – Terminal Veiga Jardim, nas avenidas: São João, Zoroastro Artiaga, Pedro Luís Ribeiro, Rua J-2 e Avenida Escritor Veiga Valle. O BRT atenderá os bairros: Jardim Nova Era, Conjunto Cruzeiro do Sul, Conjunto Bela Morada, Mansões Paraiso, Papillon Park, Parque Veiga Valle e Jardim da Luz.

Investimentos

Desde 2003, o governo federal, por meio do Ministério das Cidades, mantém uma carteira de investimentos em todo o País de R$ 566,4 bilhões. No Estado do Goiás, somente em saneamento, o valor é de R$ 4 bilhões. Em mobilidade, mais R$ 1,2 bilhão. Em Goiânia, o montante de recursos chega a R$ 4,8 bilhões. Na cidade de Águas Lindas de Goiás, o valor aplicado é de R$ 2,3 bilhões.

Em Alexânia, o investimento é de R$ 235,2 milhões. Já em Anápolis, os recursos totalizam R$ 1,3 bilhão. Em Aparecida de Goiânia, o total da carteira de investimentos é de R$ 2,9 bilhões. Na cidade do Novo Gama, o valor aplicado é de R$ 694,6 milhões. Em Luziânia, o montante é de R$ 1,5 bilhão e em Rio Verde os recursos totalizam R$ 427,3 milhões.

(Portal Brasil, com informações do Ministério das Cidades)

Deixe um comentário