Ad
Home Destaques Acordo proposto por Marconi permitirá estudos de goianos na Austrália

marconi

O governador de Goiás, Marconi Perillo, abriu negociações nesta terça-feira (16/2) para a assinatura de um acordo de cooperação entre Goiás e a Universidade de Nova Gales do Sul (UNSW), uma das mais respeitadas instituições da Austrália.

O acordo em discussão fará parte do programa Goiás Sem Fronteiras e prevê o intercâmbio de estudantes, pesquisadores e professores da Universidade Estadual de Goiás (UEG) e outras instituições do Estado com UNSW. “Queremos estabelecer um acordo duradouro com a Austrália”, afirmou Marconi.

A UNSW é uma das maiores instituições da Austrália e conta com 55 mil estudantes de dezenas de países.
No encontro, ficou acertado que, nos próximos meses, uma equipe formada por dirigentes da Fundação de Amparo à Pesquisa em Goiás (Fapeg) e da UEG formalizará as bases da cooperação com a universidade australiana.

“Achamos fantástico o programa Goiás Sem Fronteiras e queremos fazer parte do seleto grupo de universidades que receberá estudantes goianos”, disse Christopher McKenna, diretor internacional da UNSW . “Inovação está em nossa agenda e por isso achamos interessante receber estudantes de Goiás em nosso Câmpus”, afirmou.

O governador goiano explicou que a ideia da parceria faz parte de uma estratégia para internacionalizar Goiás: “Nesta primeira fase estamos selecionando dez universidades do mundo para o Goiás Sem Fronteiras. Na Austrália, escolhemos a UNSW”, afirmou Marconi. “Também vamos receber estudantes australianos em instituições goianas.”

No encontro com diretores da UNSW, Marconi explicou as bases do programa Inova Goiás, que ele considera um dos principais focos de seu governo. “Universidades e empresas devem trabalhar juntos para consolidarmos a cultura da inovação em nosso Estado”, disse.

Outro pilar da inovação citado por Marconi é o programa Goiás competitivo. “Uma equipe multiprofissional coordenada pela Secretaria do Planejamento trabalha para identificar e desenvolver todos indicadores necessário a para atingirmos nossa meta: em dois anos tornar Goiás um dos cinco Estados mais competitivos do Brasil.”

Marconi destacou as similaridades entre os Estados de Goiás e Nova Gales do Sul e lembrou que na segunda-feira já havia proposto acordo de irmandade ao governador David Hurley. “Nossos Estados podem ser grandes parceiros”, disse.

Durante o encontro, o cônsul do Brasil em Sydney, Carlos de Abreu, destacou as qualidades de Goiás aos australianos. “É um dos Estados com melhor desempenho no Brasil”, disse.

McKenna manifestou grande entusiasmo com a proposta: “Acho excelente, já tivemos alguns alunos” brasileiros e eles se destacaram muito pelo seu desempenho.

Marconi esclareceu que primeiramente o Goiás Sem Fronteiras deve trabalhar com estudantes do ensino médio, pós graduação, mestrado, doutorado e cursos sanduíche.
Na visita ao Câmpus da UNSW, Marconi também conheceu o Centro de Inovações Michael Crounch. Ele foi recebido pelo CEO da instituição, Bradley Furber, que mostrou à comitiva goiana projetos de inovação, como o Acelerador de Startups, destinado a ajudar ideias de estudantes a se tornarem empresas lucrativas.

Deixe um comentário