Ad
Home Últimas Notícias Suspeito de matar mulher após ritual do Daime é morto em cadeia

santo daime

O engenheiro agrônomo Antônio David dos Santos Filho, de 40 anos, preso suspeito de matar a auxiliar de enfermagem Deise Faria Ferreira Freitas, foi espancado até a morte por outros presos dentro de uma cela do Complexo Prisional em Aparecida de Goiânia. O homem estava na cela com outros 26 presos.

De acordo com o perito criminal Ricardo Matos, Antônio David foi vítima de espancamento. “Ele estava completamente amarrado, inclusive os membros superiores e inferiores, totalmente imobilizado”, contou.

Segundo a Polícia Civil, a motivação do crime está relacionada ao assassinato da auxiliar de enfermagem.

A Superintendência Executiva de Administração Penitenciária informa que a investigação da morte do preso será feita pela Polícia Civil. Uma sindicância interna também será instaurada para apurar aspectos administrativos.

O engenheiro foi detido no último dia 26 de janeiro na cidade de Bombinhas, no Litoral Norte de Santa Catarina. Ele foi indiciado pelo homicídio de Deise e também por ocultação de cadáver, já que o corpo dela ainda não foi achado. Além dele, também foi preso por envolvimento no crime, o líder do Instituto Céu do Patriarca e Matriarca em Goiânia, Cláudio Pereira Leite, responsável pelo ritual do Daime.

O caso
A auxiliar de enfermagem foi vista pela última vez em 11 de julho, mas os parentes só foram informados quase 24 horas depois, quando os membros da seita Daime levaram o carro da vítima até a família. A partir de então, a polícia foi acionada e deu início às investigações.

Segundo a Polícia Civil, Deise frequentava a seita Daime havia cerca de três meses e teria bebido diversas vezes o chá da ayahuasca – usado nos rituais religiosos e, conhecido por possuir efeitos alucinógenos. Segundo os policiais, à família foi dito que ela desapareceu após ingerir o chá, durante um ritual, em uma chácara.

Deixe um comentário