Ad
Home Sem categoria Ônibus bolivianos apreendidos em Anápolis iam para Abadiânia

busão

O Grupo Sion, empresa boliviana do ramo imobiliário, esclareceu mais uma vez que os vendedores bolivianos que estavam em Goiânia desde a última sexta-feira (15/4) não vieram ao país para participar de qualquer ato em Brasília. Três ônibus que levavam ao todo, cerca de 160 passageiros, deixaram Goiânia na manhã deste domingo (17/4) em direção à Abadiânia (GO) para conhecer a fazenda adquirida pelo Grupo Lago de Corumbá IV.

Os veículos, porém, foram apreendidos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) no posto policial de Anápolis uma vez que os ônibus estariam descumprindo a autorização de viagem concedida pela Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT), que permitia que os veículos trafegassem da Bolívia a Goiânia e de Goiânia à Bolívia.

Em nota, o Grupo Sion explicou que com liberação concedida pela Polícia Militar, o Grupo entendeu que poderia circular pelo Estado. Mas chegando ao terminal da PRF de Anápolis foram parados e proibidos de continuar a viagem, pois a autorização era só para circular na capital.

Diante disso, após a PRF analisar documentação dos passageiros, e constatar que não havia nenhuma irregularidade, permitiu que os bolivianos continuassem a viagem, mas em outros ônibus que não fossem da Bolívia.

O Grupo Sion reiterou ainda que já alugou os novos ônibus e segue viagem rumo à fazenda em Abadiânia (GO). Os ônibus da Bolívia vão voltar para Goiânia, de onde só sairão, posteriormente, com destino à Bolívia.

Deixe um comentário