Home Política Adhemar conta a trajetória da família Santillo, de SP a Goiás

JOÃO AQUINO

O ex-prefeito de Anápolis Adhemar Santillo, que também já foi deputado estadual, deputado federal (por três vezes), além de secretário de Estado da Educação; lançou o livro Da Colônia de Cocais aos Palácios – Memórias da Família Santillo, no qual faz um apanhado histórico da saga das famílias de imigrantes italianos Santillo e Maschietto, que tiveram como expoentes na vida de Adhemar e seus irmãos Henrique e Romualdo Santillo, os seus pais Virginio Santillo e Elydia Maschietto Santillo, que depois de vários episódios, vieram para a cidade de Anápolis, onde só pretendiam viver, trabalhar e desfrutar da liberdade para criarem seus filhos, que chegaram à Manchester Goiana ainda crianças.

A obra foi lançada primeiro no Palácio das Esmeraldas, em Goiânia, a convite do governador Marconi Perillo, pelo simbolismo carregado no próprio título do livro. Anápolis também teve uma sessão de autógrafos.

O Asilo Colônia de Combate à Lepra de Cocais, em Casa Branca, no Estado de São Paulo, era um local de isolamento de pessoas que portavam uma bactéria chamada Mycobacterium leprae, descoberta em 1873 pelo cientista norueguês Gerhard Henrick Armauer Hansen, como o agente causador da lepra. Essa é uma parte do simbolismo. A outra é que os irmãos Santillo ocuparam diversos cargos públicos eletivos, quando trabalharam e até moraram nos prédios administrativos chamados palácios, como a prefeitura de Anápolis, o Palácio Alfredo Nasser (Assembleia Legislativa) e o Palácio das Esmeraldas, residência oficial do governador do Estado de Goiás.

O patriarca do ramo da família que veio para Goiás, Virginio Santillo, quando já era casado com Dona Elydia e pai de três filhos, foi diagnosticado como portador da hanseníase, que era chamada de lepra, mas, sem apresentar degenerações físicas, motivo pelo qual, no primeiro momento, foi liberado para tratamento à base de sulfa, em sua casa, que ficava em Ribeirão Preto/SP.

Porém, uma semana depois, agentes de Profilaxia e Combate à Lepra o reconduziram forçadamente à Colônia de Cocais, onde ele tomou conhecimento das consequências para si e sua família da política de saúde do governo, que recomendava não só o isolamento do acometido pela lepra, mas, também a internação compulsória de seus filhos no Preventório Santa Terezinha.

Bem, o restante da história, quem quiser saber terá que adquirir o livro Da Colônia de Cocais aos Palácios – Memórias da Família Santillo, diretamente com o autor Adhemar Santillo, na Rádio Manchester, localizada à Rua Rui Barbosa, 420, no Setor Central de Anápolis. O livro não está propriamente à venda, mas, os leitores podem doar a quantia que quiserem, pois, toda a renda será revertida ao Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase, o Morhan, Núcleo de Anápolis.

Deixe um comentário