Home Política PPL, PCdoB e PMN fecham aliança e vão apoiar o PT

ANDRÉ FELIPE RIBEIRO
Especial para o JE

PPL, PMN e PCdoB anunciaram nesta última semana a formação de uma aliança visando a disputa eleitoral deste ano. Os três partidos vão lançar juntos uma chapa com 35 candidatos a vereador e pretendem oferecer um vice para o prefeito João Gomes (PT).

O PCdoB é aliado dos petistas desde a primeira vitória de Antônio Roberto Gomide, em 2008. O PMN também tem feito parte da gestão do PT. O PPL, inicialmente, tinha fechado apoio ao deputado estadual Carlos Antonio, pré-candidato a prefeito, mas acabou desfazendo o acordo quando o parlamentar deixou o SD e se filiou ao PSDB.

“Estamos unindo as três legendas com o objetivo de formar uma chapa forte e que tenha condições de eleger três a quatro vereadores”, destaca a presidente do PCdoB em Anápolis, Juliana Vasconcelos.

O bloco aposta em uma renovação da Câmara Municipal, que beneficiaria caras novas. As três siglas não possuem nenhum vereador exercendo mandato em Anápolis.

“Não temos nenhum candidato a reeleição na nossa chapa, acreditamos na renovação pois é isso que temos percebido que a sociedade tem solicitado dos partidos políticos do nosso município”, frisa o presidente do PPL, Daniane Marinho.

Os presidentes dos partidos afirmam que um café com o prefeito vai formalizar a coligação a nível proporcional e colocar à disposição três nomes para, por ventura, ocupar a vaga de vice-prefeito na chapa encabeçada pelo petista.

Os nomes apresentados a vice de João Gomes serão os próprios presidentes de cada um dos três partidos. Cada um deles afirma representar uma área diferente: Anderson José (PMN), pela segurança pública; Juliana Vasconcelos (PCdoB), da educação; e Daniane Marinho (PPL) representando a saúde.

Deixe um comentário