Home Cidades Anápolis e os belos parques

LUIZ EDUARDO ROSA

Desde o início deste século, os parques tomaram força na cidade como pontos de socialização e centralidade de cada região que abrigou a cada um destes. Nestes 109 anos de Anápolis, estes parques não deixam de ser inaugurados em diferentes pontos da cidade. O JE aponta alguns dos destaques recentemente inaugurados e um dos que aguardam sua conclusão ainda neste ano.

Em diferentes regiões da cidade, os parques ambientais associam o fator de áreas com vegetação e redutos de pequenos lagos artificiais com estruturas para esportes, artes e lazer. Entre os já em atividade, os destaques estão os parques da Cidade (1 mi m2) entre a Av. Brasil e BR 060, o Onofre Quinan (100 mil m2) na Vila Góis, o JK (63 mil m2) no setor JK Nova Capital, o Ipiranga (45 mil m2) no Bairro Jundiaí e o da Liberdade com 25 mil m2, no Centro. Algumas destas sendo áreas interesse para a preservação de redutos de matas, áreas alagadiças e de passagem de braços d’água. No caso do Parque da Liberdade, por exemplo, a partir do logradouro foi feita a recuperação de uma área que sofreu erosão e foi tratado como um lugar de descarte de lixos.

Os diferentes relevos que dão o contorno natural ou esculpido dos parques dependendo do terreno original. Os itens presentes são pistas de bicicleta, academias para o idoso, playground, teatro de arena, quiosques, mirantes e outros equipamentos. Destes anteriormente citados alguns projetos de parques contam com parte destes itens outros com a totalidade. A proximidade dos parques se tornou, inclusive, atrativos utilizados em peças publicitárias para a venda de empreendimentos imobiliários, o que também não deixou de incutir na valorização do próprio imóvel. As praças também compartilham de parte dos itens que contemplam os Parques Ambientais, sendo praticamente grandes ou pequenas “ilhas” entre as vias de tráfego.

Um dos logradouros inaugurado pelo Município recentemente é a Praça Gracinda Maria da Silva, que não se tornou um parque ambiental, mas também trouxe características diferentes da maioria das praças. No final de junho deste ano, foi lançada a Praça com a implantação de um complexo esportivo, no bairro Antônio Fernandes. O complexo em seus 18 m2 conta com quadras (coberta, descoberta, poliesportiva e de areia), campo de futebol, pistas de caminhada e de ciclismo, área de convivência, teatro de arena, aparelhos de ginástica para a terceira idade e parque infantil. A Praça e o Complexo receberam o nome de uma líder comunitária que utilizava o mesmo local para oferecer à juventude da região a prática de esportes como forma de integração e de diminuir a ociosidade.

Jaiara
O próximo parque ambiental aguardado, com 53 mil m2, é o da Jaiara que apresentará a maior parte dos itens e está situado ao final da Avenida Fernando Costa. As obras no local não somente “esculpiram” o Parque devido seu relevo acidentado, como também recebeu uma estrutura de destino para as águas pluviais, que nos tempos chuvosos criam enxurradas na região. A previsão inicial de entrega é para setembro deste ano.

Deixe um comentário