Ad
Home Últimas Notícias Sindicato dos Bancários de Anápolis vai discutir impactos da reestruturação do BB

ANDRÉ FELIPE RIBEIRO

O Banco do Brasil anunciou nesta segunda-feira (21/11) uma reestruturação que envolve o fechamento de 402 agências em todo o País e um plano extraordinário de aposentadoria que pode ser aderido por até 9 mil funcionários. O objetivo é economizar R$ 2,9 bilhões.

Em conversa por telefone com a reportagem, o diretor do Sindicato dos Bancários de Anápolis, Lúcio Antônio, disse que ainda não se sabe em que medida o plano irá atingir as agências locais. Uma reunião foi marcada essa semana entre a entidade e a superintendência do Banco do Brasil para discutir os impactos para a categoria.

Anápolis não terá agências fechadas. No Estado de Goiás, serão encerradas as atividades de quatro unidades em Goiânia, uma em Jataí, uma em Luziânia e uma em Santo Antônio do Descoberto.

O BB espera que metade dos 18 mil funcionários que se enquadra no perfil da aposentadoria extraordinária faça a adesão. É preciso ter mais de 50 anos de idade e ao menos 15 anos de casa.

Agrega-se a essas ações na área de redução de gastos com pessoal os R$ 750 milhões que o banco visa economizar todos os anos com o fechamento de 402 agências e a transformação de outras 379 em postos de atendimento, entre outras medidas. A principal diferença entre agência e posto de atendimento é que na primeira existe um gerente geral, e no posto de atendimento não.

O BB planeja, na contramão do fechamento de grandes agências, abrir nos próximos anos 255 agências digitais. Na esperança de atender 4 milhões de clientes nesse sistema, triplicando o atendimento atual de 1,3 milhão da alta renda.

O aplicativo para celular se enquadra no novo foco de investimento do BB, voltado a clientes que quase não vão as agências. Segundo o BB, 40% das transações bancárias já são feitas pelo smartphone, enquanto outros 27% são via internet banking.

Deixe um comentário