Home Cidades Temporal em Anápolis provoca estragos e confirma infraestrutura frágil

FERNANDA MORAIS

A forte chuva que caiu na tarde de quinta-feira (24), deixou estragos em várias regiões de Anápolis. Em 1h30 de temporal foram registrados acidentes como queda de muro e de árvores, casas alagadas, carros levados por enxurradas e córregos transbordados. A situação coloca novamente em evidência a fragilidade da infraestrutura da cidade, que por vários setores, cresceu sem o devido planejamento.

Parte do muro do Estádio Jonas Duarte, que está passando por reforma, desmoronou atingindo o carro de uma autoescola que estava estacionado nas proximidades. No momento não tinha ninguém no veículo e o incidente não deixou vítimas. Foi registrada também a queda do muro lateral do Residencial Jaiara, um condomínio de prédios localizado na Vila Jaiara.

Como já é de costume, a Avenida Pedro Ludovico ficou totalmente coberta pelas águas das enxurradas. Em frente à Igreja São Joaquim é o ponto crítico da via. Neste local, bastou chover para registrar alagamento nas casas da avenida. Vídeos gravados por moradores da Pedro Ludovico mostraram carros flutuando em meio à forte enxurrada que, sem saída, escorre também pelas ruas J e L, do Bairro São Joaquim.

Outro ponto de alagamento foi na Avenida Universitária. Carros e motos estacionadas em frente a uma faculdade rodaram pela via. A enxurrada nesta avenida foi tão forte que um carro que estava estacionado em frente à instituição de ensino foi arrastado pela correnteza e parou no meio da pista. A mulher que estava dentro do carro foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros que fez o resgate da vítima pela janela do veículo.

Um vídeo que chamou atenção e foi bastante compartilhado nas redes sociais foi a de um container de entulho sendo arrastado pela enxurrada que descia a Avenida Fernando Costa. No centro da cidade, na Rua Engenheiro Portela, acumulou tanta água que, sem saída, foi parar dentro das lojas. Vídeos também compartilhados nas redes sociais mostram funcionários de uma loja de sapatos limpando a sujeira deixada pela tempestade.

Moradores das Ruas Montreal e Monte Carlo, no Bairro Ayrton Senna, tiveram problemas com a enxurrada que escorre pelas vias. Sem galerias pluviais, as ruas do setor ficam totalmente alagadas. É comum a água invadir as residências naquele local. Na tentativa de conter a água, alguns moradores improvisaram barreiras de tijolos em frente ao portão e porta de entrada de suas casas.

Uma mulher pediu ajuda aos bombeiros na Rua Mauá. Sua casa foi alagada pela água da chuva. A vítima teve apenas prejuízos materiais como perda de móveis e eletrodomésticos. O Corpo de Bombeiros atendeu ainda uma ocorrência na Rua Pedro da Silva, na Vila Brasil, onde uma árvore caiu sobre uma casa. Ninguém ficou ferido. Foi registrado ainda desmoronamento de terra com queda de árvore na GO-222. A pista ficou parcialmente interditada e com o suporte dos bombeiros o obstáculo foi retirado do asfalto.

Queda de árvore também foi registrada no Bairro Jundiaí. Nesta ocorrência um homem foi atingido e teve escoriações. A vítima foi socorrida com ferimentos leves e liberada em seguida pela equipe médica que deu assistência. Por fim, a Avenida Brasil, em frente ao Brasil Park Shopping, também ficou totalmente alagada. Além da enxurrada que desceu pela pista, o Córrego das Antas, que passa pelo local, não conseguiu conter a sua cheia e acabou transbordando deixando a via totalmente interditada.

Deixe um comentário