Ad
Home Últimas Notícias Roberto faz reunião com secretários e diz que 1º passo é planejamento...

O prefeito Roberto Naves (PTB) fez a primeira reunião com seu secretariado. Na manhã desta segunda-feira (2/1), ele convocou o primeiro escalão para definir estratégias de trabalho que serão colocadas em prática nos primeiros 20 dias de gestão.

O prefeito disse que Anápolis tem vários problemas pontuais que não serão resolvidos em curto espaço de tempo. “Porém, o primeiro passo é começar o planejamento de trabalho para busca de soluções. E foi esse dinamismo que pedi para que os secretários coloquem em prática”, explicou.

Após esse primeiro encontro de trabalho, Roberto Naves cumpriu agenda nas rádios da cidade. Em entrevista à Rádio Manchester, o prefeito informou que já está consciente da realidade financeira da prefeitura, mas que não vai lamentar os problemas, e sim olhar para o futuro.

Roberto destacou que vai iniciar de imediato a “Operação Resgate”, anunciada no dia da sua posse. Algumas frentes de trabalho, segundo o petebista, já começarão na tarde desta segunda-feira. É o caso do tapa-buracos.

Outra meta imediata de Roberto é recuperar os Feirões da Alexandrina e do Bairro de Lourdes que desabaram com as fortes chuvas do mês de dezembro. “Vamos vistoriar ainda a estrutura dos demais feirões da cidade para evitar novos acidentes”, acrescentou.

O prefeito disse ainda que pretende estudar criteriosamente a situação de várias obras paradas ou com problemas de execução. Ele citou como exemplo a construção da Câmara Municipal, dos viadutos da Avenida Brasil com a Barão do Rio Branco e Avenida Goiás, além do Parque da Vila Jaiara.

Também está nos planos de Roberto continuar a busca de parcerias com o governo do Estado para resolver o problema da falta de água no município. “Não queremos que a cidade entre em colapso como está previsto que aconteça dentro de três anos. É preciso investir em obras urgentes. Não vamos descansar até enxergar solução para começar a busca por investimentos”, disse.

Sobre o corte de comissionados, o prefeito disse que é uma situação que preocupa, já que a cidade tem alto índice de desemprego. Por outro lado, ele falou que a prefeitura “precisa ser viável”. “Começamos esse corte de cima para baixo. Pelo menos 30% dos secretários já foram reduzidos”, comentou o petebista acrescentando que em 20 dias vai elaborar um novo organograma que será enviado para apreciação da Câmara Municipal. “Os secretários também têm a missão de averiguar o quadro que precisam para suas pastas caminharem sem comprometimento. Queremos diminuir ainda os gastos com maquinário, telefone, combustível, papel, enfim, em tudo que gere custos desnecessários para máquina”, afirmou.

Deixe um comentário