Home Política Prefeito Roberto Naves evidencia lado político para fechar alianças e ter governabilidade

Prefeito Roberto Naves (PTB) começa a estabelecer o caráter de sua atuação como maior liderança política do município, além de buscar apoios para garantir governabilidade

ORISVALDO PIRES

O prefeito Roberto Naves (PTB) começa aos poucos a imprimir o seu estilo de relação com as forças políticas locais e regionais. Logo após o resultado das urnas, em 30 de outubro de 2016, surgia a indagação sobre com que habilidade iria interagir com os líderes das mais diversas matizes políticas, sejam tradicionais ou emergentes, numa cidade que tem como característica histórica o conservadorismo em praticamente todas as áreas. Além do desafio de firmar a estratégia do ‘novo’, diante de uma população que ainda se ressente dos aspectos negativos experimentados na conturbada gestão de Ernani de Paula, a novidade da política no início dos anos 2000.

O primeiro teste após as eleições e antes da posse era estabelecer a linha de entendimento com a nova composição da Câmara Municipal, renovada em históricos dois terços. Com o respaldo de uma bancada de apoio que de início já contava com metade dos vereadores da nova legislatura, com habilidade soube articular com todos os demais. Inclusive com o opositor natural no legislativo, o ex-prefeito Antônio Gomide (PT). Mesmo que tenham estabelecido linhas claras sobre suas diferenças de projetos, conseguem sentar-se à mesa e dialogar sobre temas de interesse da sociedade.

Desde a posse, em 1º de janeiro de 2017, Roberto Naves por diversas vezes se reuniu com os vereadores, não apenas para ouvir reivindicações, mas para cobrar sugestões ao plano administrativo da cidade. O encontro que manteve com os vereadores esta semana, no gabinete da presidência da Câmara, foi emblemático. Roberto Naves deixou claro que a responsabilidade de pensar o governo da cidade vai além dos limites da administração central. “Precisamos pensar a cidade em conjunto. Se não entendermos que temos que enfrentar os problemas juntos para resolvê-los, fica muito mais difícil”, disse o prefeito durante a reunião.

Roberto Naves terá o respaldo necessário da Câmara, para implementar seu plano de governo. O comando da mesa diretora do legislativo é constituído, em sua grande maioria, por vereadores da base de sustentação do executivo. A começar pelo presidente, Amilton Filho (SD) e o 1º secretário, Leandro Ribeiro (PTB), que de forma hábil e em defesa da Câmara estabelecem critérios basilares para assegurar a autonomia institucional ao Poder, assim como as prerrogativas dos edis, mas que também estão entre aqueles que gozam do respeito e da confiança do Paço Municipal.

O ato de escolher Jakson Charles (PSB) como líder na Câmara, revela mais que o desejo de Roberto Naves em contar com o estilo contundente do vereador para defender os projetos do executivo ou para se contrapor às investidas oposicionistas. Neste jogo de xadrez, o prefeito teve a habilidade necessária de trazer para perto de si o PSB, partido que apoiou seu adversário na campanha eleitoral nos dois turnos. Assim como fez com o PMDB, que teve o vice na chapa de João Gomes, mas que agora inclusive compõe o governo, com Nelson Gomes na assessoria parlamentar do prefeito. Na formação de seu secretariado, procurou o equilíbrio entre o técnico e o político.

Ainda em 2016, o então prefeito eleito Roberto Naves estabeleceu relação pacífica com o então prefeito João Gomes, o que permitiu interação harmônica entre as equipes de transição instituídas por ambos. Mais que apenas um ato técnico-administrativo, foi uma ação política, que ao final rendeu elogios mútuos e uma transmissão de cargo como há muito não se via em Sant’Ana das Antas. Os primeiros dias de mandato indicam que o comportamento político de Roberto Naves será norteado pela firmeza de posição, com propósito de buscar parcerias importantes para a cidade onde quer que estejam e concorrer para acabar com a velha história do ‘pires na mão’.

Nas diversas oportunidades em que esteve com o governador Marconi Perillo (PSDB), o prefeito Roberto Naves marcou posição ao demonstrar que deseja a parceria político-administrativa sem, no entanto, admitir subserviência. O prefeito liderou comitiva de lideranças anapolinas à Brasília, para apoiar a candidatura do deputado Jovair Arantes (PTB) a presidente da Câmara Federal. Com o único deputado estadual da cidade, manteve relação de cordialidade, mesmo após disputarem as eleições municipais em trincheiras opostas no 1º turno. O PSDB de Carlos Antônio apoiou Naves no 2º turno. Abre portas com a bancada goiana no Congresso e em ministérios do governo federal.

A vitória das urnas em 2016 é um divisor de águas no comportamento político de Roberto Naves. Antes, como dirigente partidário, tinha a missão de articular nos bastidores, atuar como coadjuvante, abrir espaços para outros companheiros, com os limites que naturalmente são estabelecidos para os que ocupam este estágio no mundo político. Mas, agora, depois de tudo o que vivenciou durante uma dura campanha eleitoral, da vitória nas urnas e posse para mandato de prefeito pelos próximos quatro anos, Roberto Naves assume papel de protagonista. O dirigente partidário ou simples articulador de bastidores ficou para trás. Agora ocupa o posto de maior líder político do município e a responsabilidade de conduzir Anápolis para o futuro.

Deixe um comentário