Ad
Home Últimas Notícias Em visita a Roberto, Baldy diz que Anápolis pode ser ícone da...

MARCOS VIEIRA

O deputado federal Alexandre Baldy (PTN) disse que com um trabalho em conjunto, buscando recursos em Brasília e uma gestão enxuta, Anápolis poderá ser um dos ícones da recuperação econômica brasileira, atraindo novas indústrias e fortalecendo as que já estão em funcionamento na cidade. O parlamentar esteve com o prefeito Roberto Naves (PTB) na tarde dessa terça-feira (24/1), se colocando à disposição para contribuir na busca de verbas em Brasília, que resultem em obras para a cidade.

roberto_baldy“Visitei o prefeito para oferecer a ele todo nosso apoio nesse ano de 2017. Como deputado federal representante da cidade, posso contribuir para que venham recursos, resultando em obras que beneficiem a população”, comentou Baldy. O deputado federal disse ainda que está alinhado com o prefeito. O PTN fez parte da chapa que elegeu Roberto no ano passado.

Baldy comentou que acredita que o ano de 2017 será extremamente desafiador no que diz respeito à economia, até mais difícil que 2016, por isso os prefeitos que estão assumindo agora seus mandatos terão que pensar em enxugamento da máquina. Para o deputado, é preciso conter gastos para que em 2018 o Brasil possa começar a se recuperar, gerando empregos e reduzindo o déficit de 30 milhões de desocupados que existe hoje no Brasil.

Para o deputado federal, amenizada a crise é possível pensar em um rearranjo da distribuição tributária brasileira. “Atualmente 70% do que é arrecadado de impostos no País vai para o governo federal. Sobram 17% para os estados e 13% para os municípios, sendo que em Goiás a média é de 10%. Em qualquer reforma tributária, a União precisa desconcentrar os impostos”, comentou Baldy.

Questionado se tinha recebido algum pedido em especial do prefeito Roberto, Alexandre Baldy comentou que pretende contribuir com a Prefeitura de Anápolis em questões ligadas a habitação e falta de água, fazendo gestões junto à Caixa Econômica Federal e Ministério das Cidades.

“Roberto precisará de todo o apoio do governo federal, justamente porque a União é a grande concentradora de recursos. Hoje é essencial que o prefeito tenha apoio dos representantes em Brasília para que possa conseguir investimentos vindos para obras”, concluiu Baldy.

Foto: Paulo Giovanni de Pádua (Secom)

Deixe um comentário