Home Esportes Galo lança obras do CT e prefeito reafirma respaldo ao time

IGOR NERY
Especial para o JE

Foi uma das semanas mais movimentadas dos últimos tempos no Alto da Boa Vista. Após a eliminação na Copa do Brasil para o Bragantino, na última quarta-feira (15), a diretoria do Anápolis lançou oficialmente, no dia seguinte, pela manhã, a ‘Pedra Fundamental’ das obras do novo CT do clube. E, à tarde, comunicou a demissão do gerente de futebol, Lucas Magalhães, e a saída do técnico Caio Autuori. Tudo isso às vésperas do jogo diante do Itumbiara, neste domingo (19), na casa do adversário, pela 1ª rodada do 2º turno do Campeonato Goiano, no qual o Galo figura na zona de rebaixamento.

O evento social da quinta-feira (16) serviu para minimizar um pouco o clima pesado após a eliminação na Copa do Brasil. Foi um ato concorrido. Dezenas de pessoas participaram do lançamento da pedra fundamental, que marca o início das obras do novo Centro de Treinamentos do clube, na área de mais de 60 mil metros quadrados, disponibilizada pela Prefeitura, na região do loteamento Estância Vale das Brisas. Estiveram presentes: torcedores, imprensa, o prefeito Roberto Naves (PTB), o secretário de Esportes, Victor Emanuel Ribeiro, além de vereadores como Leandro Ribeiro (PTB), Elinner Rosa (PMDB), Maurão (PSDB), Luzimar Silva (PMN), entre outros.

Roberto Naves fez questão de citar o nome do ex-prefeito João Gomes (PT), que em dezembro de 2016 autorizou o uso da área pelo Anápolis. Disse estar à disposição da diretoria do Galo. “Não posso me esquecer de falar do ex-prefeito, João Gomes, que doou a área. Sem ele, não estaríamos aqui para este evento. No mais, faremos nesta nova gestão o que for possível para ajudar os times anapolinos. Nesse caso, o Anápolis. Entendemos que o esporte está diretamente ligado a inclusão social. E isso beneficia a sociedade’’, disse.

Uma Comissão liderada por Vanderlei Braga foi formada, com a responsabilidade de acompanhar desde a confecção do projeto arquitetônico e estrutural do novo CT, até a busca de recursos financeiros para viabilizar a obra. Fazem parte da comissão: 1º vice-presidente, Aloísio Sávio da Silva; diretor de patrimônio, Marlon Caiado; e os conselheiros e empresários, Karin Abrão, Gilberto Castro Dourado (colaborador na área de marketing) e Janildo dos Santos Marques.

A transferência oficial da área disponibilizada ao Anápolis foi feita no dia 29 de dezembro de 2016, pelo então prefeito João Gomes (PT). A área conta com 60.322,46 metros quadrados. O Decreto de permissão estabelece tempo indeterminado para uso da área pelo clube e que a Prefeitura poderá fazer uso do futuro CT para atender crianças e jovens na iniciativa da prática esportiva. A diretoria do Anápolis acredita que as obras devem ser concluídas num prazo de três a quatro anos.

Deixe um comentário