Ad
Home Últimas Notícias Deputado acredita que permanência de 558 presos em Anápolis é provisória

FERNANDA MORAIS

Único representante de Goiás na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Carlos Antonio (PSDB) garantiu, em conversa por telefone com a reportagem no início da tarde desta sexta-feira (24/2), que está acompanhando de perto a chegada de 558 presos da Penitenciária Odenir Guimarães (POG), de Aparecida de Goiânia, para o novo presídio de Anápolis. Os detentos começaram chegar a Anápolis na noite de quinta-feira (23/2).

O deputado disse que solicitou ao comandante geral da Polícia Militar em Goiás, coronel Divino Alves, que enviasse pelo menos três viaturas da Tropa de Choque de Goiânia para auxiliar na segurança externa do presídio anapolino. “O coronel foi sensato e entendeu a nossa preocupação. Ele me garantiu que atenderia ao pedido”, afirmou o parlamentar.

Carlos Antonio informou que pelo menos 12 homens da Tropa de Choque já foram deslocados para colaborar com o patrulhamento da PM de Anápolis. Segundo ele, a medida pode evitar casos de fuga de detentos, oferecendo maior segurança para a população da cidade, que não gostou nada da decisão de última hora do Governo de Goiás. “Acredito que foi uma decisão emergencial para controlar a situação de calamidade do presídio de Aparecida de Goiânia”, falou o tucano.

O deputado disse ainda que acredita que a permanência dos 558 presos em Anápolis é provisória. “É essa a informação que temos. Estou acompanhando o desenrolar dos fatos. O presídio de Aparecida teve pavilhões incendiados, assim que o local for reorganizado os presos retornarão para a POG”, concluiu Carlos Antonio.

Deixe um comentário