Home Política Obras ganham ritmo e somam R$ 9,3 milhões de recursos para Anápolis

São projetos em diferentes setores da administração pública, que devem ser concluídos ainda neste ano

DA REDAÇÃO

Estádio Jonas Duarte, Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) da Vila Fabril, Programa Saúde da Família (PSF) do Residencial Leblon, reforma e ampliação do PSF do Bairro de Lourdes e a ponte da Matinha. Os recursos injetados nessas cinco obras giram em torno de R$ 9,3 milhões – oriundos dos governos federal e municipal – e vão colocar à prova a capacidade de planejamento da atual gestão. De acordo com o setor de fiscalização da Secretaria de Obras e Serviços Urbanos, o revés fica por conta do Estádio Jonas Duarte, única obra que está com o cronograma atrasado.

A obra da ponte da Matinha é a que está em fase mais adiantada. A expectativa é de que o tráfego seja liberado nos próximos 30 dias, a depender de algum imprevisto climático. A primeira ala da ponte está finalizada. Segundo o engenheiro da obra, Cristiano Garcia, foi realizada a concretização de um lado da ponte para dar maior sustentação e, agora, será feito o mesmo trabalho na outra ala.

“A segunda parte sempre é mais rápida, já que temos conhecimento do comportamento da primeira. Depois será feita a concretização do piso”, pontua o profissional. Garcia ressalta que não houve contratação de empreiteira, barateando o custo final. Após essa etapa, entra a frente de trabalho de acabamento do asfalto, meio-fio e limpeza. Essa obra de infraestrutura e a reforma e ampliação do PSF do Bairro de Lourdes são as únicas obras iniciadas nessa gestão. O posto de saúde está com metade dos trabalhos concluída, com previsão de entrega em setembro.

No rastro, está o Cmei da Vila Fabril, que deve suprir a carência de uma região densamente habitada – já que tem capacidade para atender 160 crianças em período parcial e 120 crianças em período integral, todas com idade entre três meses a cinco anos de idade. Iniciada em agosto de 2015, a obra orçada em R$ 1,6 milhão – sendo R$ 1,3 milhão oriundo do governo federal e R$ 300 mil de contrapartida do governo municipal – está 90% concluída e a previsão é que seja entregue no fim do mês de julho. São 15 funcionários trabalhando para finalizar os 1,3 mil metros quadrados distribuídos em oito salas, biblioteca, sala administrativa, laboratório de informática, cozinha, pátio coberto, playground, banheiros e estacionamento.

O PSF do Residencial Leblon está em ritmo acelerado. Conforme apurado com o encarregado da empreiteira, a obra está em fase de alvenaria e a laje estará batida até o fim deste mês. “Nesse ritmo a obra será entregue dentro do prazo, em setembro”, diz.

A obra do Estádio Jonas Duarte apresenta ritmo diferente dos outros projetos. Dependente de recursos do governo federal que, no esteio da crise político-econômica, vem atrasando os repasses, o ritmo segue a passos lentos. Só restam R$ 230 mil do primeiro repasse. Lá são três frentes de trabalho – fechamento do anel da arquibancada, distribuídos em etapa I e II, além da troca das torres de iluminação. “Caso o governo federal continue repassando a verba normalmente, a obra será entregue em 2018”, diz o secretário de Esportes, Victor Ribeiro.

Deixe um comentário