Home Cidades Colégio Salvador Santos pede ajuda para ter prédio próprio

Unidade está funcionando em um prédio alugado no Calixtópolis. Diretor do colégio pede que prefeito doe área para o Estado, que faria a obra

FERNANDA MORAIS

O diretor do Colégio Estadual Professor Salvador Santos, localizado no Calixtolândia, professor José Cassimiro Dias, esteve na Câmara Municipal acompanhando a sessão ordinária da última segunda-feira (5). O gestor foi conferir o pronunciamento do vereador João da Luz (PHS) que, na ocasião pediu aos colegas de plenário a união de esforços para construção de um novo prédio para unidade de ensino.

Há seis anos, o Colégio Salvador Santos funciona em um prédio alugado. José Cassimiro disse que a mudança foi necessária porque a estrutura original da escola era muito antiga e estava completamente comprometida. “A escola era de placa. Menos de um mês depois que saímos do antigo prédio, ele desabou. Ainda bem que evitamos um incidente maior. Porém, precisamos devolver um colégio digno para atender a demanda educacional daquela região”, disse o gestor.

O professor explicou que o seu objetivo é que os vereadores consigam convencer o prefeito Roberto Naves (PTB) da necessidade de doar um terreno do município para o Estado, que ficaria responsável por construir a nova escola. “Temos uma boa área no Calixtolândia para edificação. O titular do setor de obras da Secretaria Estadual de Educação me garantiu que se conseguíssemos o terreno, o novo prédio da escola seria construído”, contou.

De acordo com José Cassimiro, o governo federal não investe em melhorias, como reforma e ampliação, de escolas que não tem terreno ou sede própria. “As verbas que vem para unidades nessas condições são limitadas. Assim, o termo de cessão de uso não é interessante mais. A verba da União tem destinação certa. Para nossa escola finalmente voltar a funcionar em um prédio digno, é preciso a soma de forças entre União, Estado e Município, além da comunidade escolar como um todo, claro”.

O professor contou que mesmo com a fragilidade da estrutura da unidade, o projeto pedagógico da escola funciona bem. Segundo ele, a nota projetada pelo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) para instituição na última avaliação do Ministério da Educação (MEC) foi 3,8, mas a escola conseguiu alcançar 4,3. “Ficamos bem acima do previsto. Temos ótimos professores. A nota ainda está baixa, mas temos certeza que se conseguirmos melhorar as condições de estudo para os alunos, vamos avançar mais”.

Para reforçar a necessidade de construção de um novo prédio, José Cassimiro disse ainda que existe previsão de construção de 100 novas moradias na região do Calixtolândia. “Seria o Polocentro 3ª Etapa. Isso sem falar na fila de espera para matrículas que tenho todos os anos. Então precisamos expandir a nossa unidade para atender a demanda educacional que tenho na região. Agradeço ao vereador João da Luz que abraçou nossa luta e também ao vereador Valdete Fernandes [PDT], que conhece as nossas necessidades e já está com a gente nessa busca”, concluiu o gestor.

Apoio
O vereador João da Luz falou sobre a situação do Colégio Estadual Salvador Santos durante discurso na tribuna do plenário. Na ocasião, ele garantiu que enviaria um ofício, assinado pelos 23 parlamentares, ao prefeito Roberto Naves, informando sobre a necessidade da parceria entre Município e Estado para construção do novo prédio para a unidade de ensino.

“É uma demanda antiga não só do diretor, mas de toda a comunidade escolar. A [vereadora do PT] Professora Geli, presidente da Comissão de Educação da Câmara, também é uma defensora da situação e sei que teremos o apoio dos colegas”, destacou João da Luz, garantindo que vai continuar acompanhando o processo.

Histórico
Atualmente o Colégio Salvador Santos funciona em um prédio alugado na Rua dos Vitoriosos, no Bairro Calixtolândia. A unidade de ensino funciona nos três turnos (matutino, vespertino e noturno), tem 200 alunos matriculados no ensino fundamental e 103 estudantes atendidos pelo programa Educação para Jovens e Adultos (EJA).

Deixe um comentário