Home Cidades ESPECIAL 110 ANOS | Facea, Uniana e UEG: evolução do ensino...

A primeira instituição de ensino superior criada em Anápolis, em 1961, foi a Faculdade de Ciências Econômicas de Anápolis (Facea)

FERNANDA MORAIS

Criada em 1999 a Universidade Estadual de Goiás (UEG), faz parte da história de evolução do ensino superior de Anápolis já que atualmente, organizada como uma universidade multicampi, tem sua sede central situada na cidade. Desde a sua criação, a antiga Uniana, como a universidade era chamada, incorporou outras 12 instituições de ensino superior e é mantida pelo poder público estadual.

A estruturação da UEG sempre foi uma das políticas para o desenvolvimento do estado de Goiás, garantindo a educação superior pública, com base nos princípios éticos e humanistas, de modo a estimular a justiça social e o pleno exercício da cidadania, comprometidos com a construção de uma sociedade mais justa e igualitária.

Somente em Anápolis, a UEG tem dois campi. Um deles é o de Ciências Exatas e Tecnológicas Henrique Santillo, localizado na BR 153, perímetro urbano da cidade. Nesta unidade são oferecidos 10 cursos de graduação, entre eles o de farmácia e arquitetura e urbanismo, dois dos mais disputados em nível de Estado.

Ainda no campus Henrique Santillo são ministradas aulas de especialização em Engenharias, Tecnologias e Sustentabilidade Urbana, além dos cinco cursos de mestrado, como em Ciências Moleculares, Engenharia Agrônoma, Ciências Aplicadas a Produtos para Saúde, Ensino de Ciências e Recursos Naturais do Cerrado.

O outro campus da UEG em Anápolis, batizado de Ciências Socioeconômicas e Humanas, tem seu endereço na Avenida Juscelino Kubitschek, Jundiaí. Nesta planta estão disponíveis sete cursos, três setores de especializações, e dois de mestrados.

Dados de 2016 mostram que a UEG conseguiu atender 18.846 alunos em todo Estado. Assim, a universidade está presente com sua estrutura em 45 outros municípios goianos. São 41 campi e 138 cursos de graduação para atender sua comunidade escolar.

A UEG também tem como missão produzir e socializar o conhecimento científico e o saber, desenvolver a cultura e a formação integral de profissionais e indivíduos capazes de se inserirem criticamente na sociedade e promoverem a transformação da realidade socioeconômica de Goiás e do Brasil.

Pelos registros históricos que a constitui, a UEG já nasceu estrategicamente para beneficiar Goiás em sua totalidade de acordo com suas especificidades regionais. Dentre as 186 universidades brasileiras, pode-se dizer que a UEG é uma das mais novas entre as instituições públicas de ensino superior do Brasil. Apesar desta condição, a universidade se reestrutura continuamente sem perder sua identidade histórica.

Deixe um comentário