Ad

LUANA CAVALCANTE

Anápolis terá uma ampla programação do Janeiro Branco. Criado em 2014, o objetivo da campanha é conscientizar as pessoas sobre a importância dos cuidados da saúde mental. No domingo (7.jan.18), foi realizada uma caminhada no Parque Ipiranga, a partir das 16 horas, com distribuição de balões brancos, informativos e gravação de um vídeo sobre o tema.

yasmineA psicóloga Yasminne Takeda (foto) está à frente da programação em Anápolis. Já na quinta-feira (4.jan.18), ela fez uma live em suas redes sociais para explicar detalhes do Janeiro Branco. “No dia 11 de janeiro serão realizados sorteios, palestras e coquetel”, informou a psicóloga.

Serão abordados temas como suicídio, tabus relacionados à saúde mental, e como evitar pensamentos negativos. As atividades seguem ao longo de todo o mês de janeiro, com a participação de vários psicólogos e especialistas da área.

O local da programação será definido e divulgado pela organização. As doenças e transtornos mentais afetam mais de 400 milhões de pessoas em todo o mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Yasminne Takeda ressalta que a Organização das Nações Unidas (ONU) divulgou que entre 75% e 85% das pessoas que sofrem desses males não têm acesso a tratamento adequado.

“No Brasil, a estimativa é de que 23 milhões de pessoas passem por tais problemas, sendo ao menos 5 milhões em níveis de moderado a grave”, observou a psicóloga.

O mês de janeiro foi escolhido como um símbolo do recomeço e novos planos para o futuro. A cor branca é neutra e representa também novos caminhos para as pessoas que precisam de atenção em relação à saúde mental.

Para mais informações sobre a programação: 99252-1100.

Deixe um comentário