FERNANDA MORAIS

Na manhã desta quarta-feira (21.fev.18), os vereadores aprovaram, por unanimidade dos votos, pedido de licença, por motivos de saúde, da vereadora Vilma Rodrigues (PSC). Desde o início de fevereiro a vereadora está internada no Hospital Araújo Jorge em Goiânia fazendo tratamento para combater um craniofaringioma, um tumor benigno localizado na base do cérebro.

O presidente da Câmara Municipal, Amilton Filho (SD) explicou o que o Regimento Interno da Câmara Municipal e também a Lei Orgânica do Município determina sobre a necessidade do afastamento de vereadores de suas atividades no Legislativo por problemas de saúde.

“Nosso Regimento Interno preconiza que esse tipo de solicitação do vereador precisa do aval do plenário. Mas para que não haja qualquer tipo de especulação ou dúvida, vamos esclarecer como tudo funciona”, disse Amilton Filho.

O presidente detalhou que no dia 5 de fevereiro, quando os vereadores tinham que se apresentar para as atividades de plenário, para realização da primeira sessão ordinária do ano, a assessoria da vereadora Vilma Rodrigues apresentou uma documentação médica para justificar sua ausência com validade até o dia 18 de fevereiro.

“Como infelizmente essa ausência precisa ser prolongada, agora, no dia 19 foi protocolado um requerimento com pedido de licença da vereadora por mais 30 dias. O documento foi subscrito pelo líder do PSC na Casa, vereador Lélio Alvarenga”, mostrou.

Ainda de acordo com o presidente da Câmara Municipal, essa nova licença da vereadora Vilma Rodrigues não exige que se faça a convocação do suplente de seu partido. O novo documento aprovado pelo plenário na manhã desta quarta-feira, tem validade até o dia 21 de março.

“Deus queira que não, mas caso haja necessidade, a partir do dia 21 de março, se sua família ou os médicos que acompanham a vereadora julgar necessário prorrogar a licença, temos o prazo de 15 dias para convocar e dar posse ao suplente. Torcemos para que no dia 21 de março a vereadora possa retomar o seu espaço na casa e exercer o seu mandato conferido pelo povo de Anápolis”, concluiu Amilton Filho.

A vereadora Vilma Rodrigues foi eleita pelo PSC com 3.557 votos em sua primeira eleição disputa, no mês de outubro de 2016. Ela entrou para história política da cidade como a mulher mais bem votada das eleições municipais. No ranking geral, Vilma Rodrigues é a segunda vereadora que conseguiu mais votos em uma eleição, ficando apenas atrás do recordista, Antônio Roberto Gomide, que em 2016 somou 11.647 votos.

Tratamento
Desde o dia 27 de janeiro a vereadora Vilma Rodrigues tem lutado em um leito de UTI para vencer graves complicações de saúde. No final da última semana o seu filho, o delegado de Polícia Civil, Manoel Vanderic Filho, divulgou boas notícias sobre sua recuperação em suas redes sociais.

Em uma publicação no Instagram, o delegado contou que há cerca de um ano a vereadora começou a investigar alguns problemas de saúde. “Mas somente no começo deste janeiro, descobrimos a causa: tratava-se de um craniofaringioma, um tumor benigno localizado na base do cérebro, em uma região muito delicada”, disse.

Manoel Vanderic detalhou que Vilma foi operada com sucesso no dia 27 de janeiro e estava se recuperando bem na UTI do Hospital Araújo Jorge quando sofreu um AVC hemorrágico e, infelizmente, teve seu quadro de saúde agravado.

“Desde então, ela está em coma induzido, entubada e recebendo os cuidados necessários. Os dias seguintes foram bem complicados com a contaminação por uma bactéria resistente. Ela está resistindo bravamente e corajosamente, mas o quadro ainda é bem delicado”, continuou o policial.

Em outra postagem, na mesma rede social, agora do dia 15 de fevereiro, Manoel Vanderic voltou a falar sobre o estado de saúde de Vilma Rodrigues. “Hoje compartilho o milagre de ela integrar um pequeno grupo que sobrevive a eventos tão agressivos como o tumor cerebral, o AVC e uma infecção”, escreveu o delegado, que em seguida elogiou a equipe médica que assiste sua mãe.

Manoel Vanderic também falou sobre sua fé como cristão. “Não tenho dúvida que a competência dos médicos e enfermeiros só agiu pelas mãos do senhor Jesus, através da intercessão da mãe dele e das orações de todos vocês”, registrou.

No dia 16 de fevereiro o delegado enviou mensagem ao radialista Marcelo Santos, da Rádio Manchester AM, colega de Vilma Rodrigues na emissora. “Ela melhorou, a infecção está praticamente superada. O edema cerebral foi praticamente todo absorvido. E ela acordou, apesar de uma forma muito discreta e sensível ainda. Contudo, como foram três agressões sucessivas e grandes, o quadro ainda é grave, mas ela está evoluindo. O texto foi replicado por Marcelo Santos em um grupo de Whatsapp.

Ainda de acordo com o delegado na mensagem, a recuperação é lenta e a questão neurológica precisava ser assistida. “Peça para eles (amigos), continuarem orando muito para ela. Somos muito crentes no poder de Deus e das orações. A sobrevivência dela até aqui já é um milagre, mas precisamos da cura completa”, concluiu Vanderic.

Deixe um comentário