Home Destaques População de Anápolis enfrenta fila no primeiro dia de vacinação contra gripe...

FERNANDA MORAIS
(Foto: Ismael Vieira)

fila vacinaConforme previsto, Anápolis registrou enormes filas em todas as unidades de saúde onde foram oferecidas doses da vacina contra Gripe H1N1 nesta sexta-feira (13.abr.18), primeiro dia da campanha de imunização. Os primeiros a serem vacinadosserão idosos, trabalhadores da saúde e pessoas com doenças respiratórias crônicas e cardíacas. Goiás foi o primeiro Estado a receber as doses da vacina após a morte de oito pessoas que tiveram a doença.

A campanha no estado começou 10 dias antes da nacional. Em Anápolis, um homem de 46 anos morreu no Hospital Estadual de Urgências Dr. Henrique Santillo no início dessa semana com Diagnóstico positivo para Gripe H1N1. Foi o primeiro caso de óbito no município após o contato com o vírus.

A aposentada Rita Souza Paes conseguiu se vacinar na tarde desta sexta-feira na Unidade de Saúde de Família Boa Vista – São Carlos. Ela disse que chegou ao local por volta de 12h e depois de duas horas na fila conseguiu ser imunizada.

Veja o calendário de vacinação de acordo com os grupos prioritários:

13/04 a 20/05 – Idosos, trabalhadores da saúde e pessoas com doenças cardíacas e respiratórias graves

23/04 a 27/04 – gestantes, puérperas e crianças

30/04 a 11/04 – professores

12/05 – Dia D: serão vacinados todos os grupos prioritários da campanha

14/05 a 1/06 – todos os grupos prioritários da campanha

Indígenas: podem ser vacinados durante todo o período da campanha

Presos e funcionários do sistema prisional: o agendamento será feito a critério do município no período da campanha.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, são considerados grupos prioritários crianças de 6 meses a 5 anos, gestantes, puérperas até 45 dias após o parto, pessoas com 60 anos ou mais, indígenas, trabalhadores da saúde, professores, portadoras de doenças crônicas não transmissíveis, funcionários do sistema prisional e adolescentes e jovens entre 12 e 21 anos que cumprem medida socioeducativa ou estão presos.

Deixe um comentário