Ad
Home Política Gripe: Começa 3ª etapa – Idosos devem se vacinar contra influenza

Fonte: Governo do Estado de Goiás

Terceira fase da campanha começa na segunda, dia 29, e a meta é imunizar 573,8  mil pessoas com mais de 60 anos

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza começa nesta segunda-feira, dia 29, sua terceira etapa, com o objetivo de vacinar os idosos acima de 60 anos.  Eles fazem parte dos grupos prioritários para receber a imunização em virtude do declínio natural de sua imunidade, quando o organismo fica mais suscetível a contrair infecções, como a influenza. Em Goiás, conforme dados da Secretaria da Saúde de Goiás (SES-GO), fazem parte desse grupo 573.809 pessoas.

Meta é imunizar pelo menos 90% das pessoas que integram os grupos prioritários

Apesar de a campanha estar direcionada a pessoas com mais de 60 anos nesta terceira fase, a coordenadora de Ações em Imunizações da SES-GO, Joice Dorneles, faz um alerta para a necessidade da vacinação ainda das gestantes, puérperas e crianças de 6 meses até 5 anos e trabalhadores da saúde que ainda não se imunizaram. Esse grupo também prioritário foi convocado a receber a vacina na primeira e segunda fase da campanha, iniciada em 10 de abril. “Quem faz parte desses grupos e ainda não se vacinou deve procurar um posto de vacinação próximo de casa ou do trabalho”, orienta Joice.

Os últimos levantamentos da SES-GO, feito a partir das informações repassadas pelas Secretarias Municipais de Saúde, tabulados no dia 26, sexta-feira, apontam que a cobertura vacinal em todo o Estado ainda está baixa: apenas 19,39%.

Campanha

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza objetiva prevenir a ocorrência das formas graves da doença ocasionada pelos vírus A/H1N1, A/H3N2 e B nas pessoas que integram os grupos prioritários e, dessa forma, reduzir as internações, complicações e mortes decorrentes das infecções. O Ministério da Saúde distribuiu para Goiás 1.976.900 doses da vacina.

A meta é imunizar pelo menos 90% das pessoas que integram os grupos prioritários: crianças, gestantes e puérperas, trabalhadores da saúde, idosos, portadores de doenças crônicas e baixa imunidade, professores, indígenas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional. Ao todo, são 1.830.408 pessoas que integram esses grupos. A intenção é que 1.647.408 delas sejam imunizadas (90% do total do grupo prioritário).

Mais informações: (62) 3201-3784 /3816 /3811

Deixe um comentário