Home Cidades Fábrica do Empreendedor oferece cursos e palestras

Programação tem como objetivo fortalecer pequenos negócios por meio da qualificação profissional de microempreendedores

Fonte: Prefeitura de Anápolis

 

Marketing digital, liderança estratégica, técnico em química, segurança do trabalho e cultivo de pimentas. Essas são apenas algumas das temáticas dos cursos oferecidos pela Fábrica do Empreendedor. O projeto é desenvolvido pela Prefeitura de Anápolis, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Turismo, e conta com o apoio de várias instituições parceiras.

 

O espaço, que é o ponto de apoio permanente ao microempreendedor anapolino, está localizado na Rua Visconde de Taunay, 380, Bairro Jundiaí, na sede da Secretaria. Para participar da programação, basta entrar em contato pelo telefone (62) 3902-1057 ou comparecer à Fábrica entre segunda e sexta-feira, das 7h às 19h. Vale ainda ressaltar que, até a data de início das aulas, é possível fazer a inscrição. Confira a programação completa ao final da matéria.

 

Já os interessados nos cursos realizados no Itego, um dos parceiros, devem ler o edital e se inscrever na página. Posteriormente, o candidato deve comparecer à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Turismo para validar sua inscrição. O prazo para quem quer participar desses cursos especificamente se encerra nesta quinta-feira, 25. Confira os editais abaixo:

 

Técnico em Química

Edital 016/2019

Matutino e vespertino

80 Vagas

 

Segurança do Trabalho

Edital 015/2019

Matutino e vespertino

80 Vagas

 

Técnico em Farmácia

Edital 014/2019

Matutino e noturno

100 Vagas

 

Todos os serviços oferecidos pela Fábrica do Empreendedor são gratuitos e têm como público alvo tanto os microempreendedores individuais (MEI), quanto as micro e pequenas empresas (MPE). Focado na potencialização de resultados, com ganhos de competitividade para as empresas anapolinas, o projeto coloca este público em contato com a realidade de mercado, alternativas operacionais e de gestão, otimização de tempo e recursos, além de oferecer aperfeiçoamento de processos internos de organização e controle.

 

Você se enquadra no MEI? 

Para ser um microempreendedor individual, é necessário faturar hoje até R$ 81 mil por ano ou R$ 6,750 mil por mês, não ter participação em outra empresa como sócio ou titular e ter no máximo um empregado contratado que receba o salário-mínimo ou o piso da categoria.

 

O MEI é enquadrado no Simples Nacional e ficará isento dos tributos federais (Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL). Ele terá como despesas apenas o pagamento mensal, que corresponde a R$ 47,85 (Comércio ou Indústria), R$ 51,85 (prestação de Serviços) ou R$ 52,85 (Comércio e Serviços juntos). O cálculo corresponde a 5% do salário mínimo, a título da Contribuição para a Seguridade Social mais R$ 1 de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e/ou R$ 5 de Imposto sobre Serviços (ISS).

 

O pagamento pode ser feito por meio de débito automático, pagamento online ou emissão do Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS), emitido através do Portal do Empreendedor. Além disso, o MEI tem direito aos benefícios previdenciários, como auxílio-maternidade, auxílio-doença, aposentadoria, entre outros.

Deixe um comentário