Ad
Home Destaques Inscrições abertas para concorrer a bolsas do programa GraduAção

Prefeitura de Anápolis divulga regras para participação do processo seletivo e disponibiliza inscrições online

Fonte: Prefeitura Municipal

 

Já estão abertas as inscrições para o Programa GraduAção, que concede bolsas de estudo de ensino superior para a população de baixa renda em Anápolis. Ao todo, quatro etapas devem ser cumpridas para participar do processo seletivo. A primeira e a segunda são online, trata-se de preenchimento de formulário e disponibilização de documentos pessoais. Já na terceira, é realizada uma entrevista presencial com os candidatos e na última, a quarta, são feitas visitas domiciliares para comprovação das condições socioeconômicas do candidato.

 

A inscrição no Programa, que vai até dia 16 de agosto, é para participar da seleção e não gera direito à obtenção do benefício, que será concedido dentro do número de vagas disponibilizadas e mediante cumprimento dos requisitos. Todos os detalhes podem ser acessados no edital.

 

Empregabilidade

“Queremos que os resultados positivos do índice de empregos em Anápolis sejam realidade permanente. Para isso, o Programa GraduAção tem papel fundamental”, pontuou o prefeito Roberto Naves.

 

E ele está certo, pois segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), mesmo durante a crise, permaneceu em crescimento o nível de empregabilidade da população mais escolarizada, enquanto o desemprego avançou com mais intensidade sobre quem tem menos anos de estudo no currículo.

 

Já em levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), foi apurado que,quem tem diploma de ensino superior ganha mais que o dobro do trabalhador com ensino médio.

 

Sobre as bolsas

Serão concedidas 100 bolsas integrais e 200 parciais. Poderá ser beneficiário de bolsa integral, o estudante com renda familiar bruta mensal de até três salários mínimos. Os não classificados para o benefício integral passarão a concorrer à bolsa parcial, desde que estejam cursando, no mínimo, o segundo semestre do curso correspondente. Já a bolsa parcial é direcionada para o estudante cuja renda familiar bruta mensal seja de até seis salários mínimos.

 

Para o curso de medicina, são destinadas dez bolsas, independente da ordem classificatória geral, e, 5% das bolsas parciais e integrais serão destinadas para candidatos com deficiência, independente da ordem classificatória geral.

 

As bolsas concedidas serão renovadas automaticamente a cada semestre, desde que o beneficiário continue cumprindo todas as regras e termos previstos no edital.

 

Desempenho e contrapartida exigidos

Para os beneficiários de bolsas integrais, o desempenho acadêmico mínimo deverá ser de 80% em cada semestre, sem reprovação, caso contrário será migrado para o benefício parcial, que possui valores variáveis, mas limitados até R$ 500, conforme desempenho do estudante. Veja abaixo o desempenho para bolsas parciais:

 

Média 8,5: até 80% do valor do curso, limitado a R$ 500

Média de 7,0 a 8,4: até 70% do valor do curso, limitado a R$ 450

Média até 6,9: 60% do valor do curso, limitado a até R$ 400

 

Em contrapartida ao benefício, os bolsistas deverão prestar serviços nas entidades socioassistenciais sem fins lucrativos da cidade. A contribuição será adequada ao curso de formação do estudante, seus horários escolares e de trabalho. Confira abaixo:

 

Bolsista integral: 400 horas

Bolsista parcial 80%: 300 horas

Bolsista parcial 70%: 250 horas

Bolsista parcial 60%: 160 horas

 

Deixe um comentário