Ad
Home Geral Goiás Empreendedor deve gerar 50 mil empregos até 2022

Estimativa é do presidente da GoiásFomento

O diretor-presidente da GoiásFomento, Rivael Aguiar, estima que a instituição financeira deve liberar cerca de R$ 500 milhões e contribuir para a criação de 50 mil empregos no Estado até o ano de 2022, através do Programa Goiás Empreendedor, da Secretaria de Indústria e Comércio.

O banco de desenvolvimento goiano tem como missão conceder crédito aos micro e pequenos empreendedores com taxas de juros subsidiadas, para fomentar novos negócios e a geração de emprego e renda. A meta é atender 14 mil contratos de financiamento no próximo ano.

Rivael Aguiar foi o entrevistado desta sexta-feira, dia 11, no Fala Goiás em Rede das rádios Brasil Central AM e RBC FM. O programa teve a apresentação de Josiel Meneses e Viviane Gontijo, com a participação de representantes de 16 rádios de Goiânia e de cidades do interior, que encaminharam perguntas ao presidente da GoiásFomento.

Fala Goiás em Rede foi transmitido ao vivo também por uma cadeia de oito rádios do interior goiano e do Mato Grosso. Foi ainda retransmitido, em outros horários, por outras oito emissoras.

Caravana do Goiás Empreendedor

O diretor-presidente da GoiásFomento falou sobre a realização da Caravana do Goiás Empreendedor, que já teve duas edições: em Águas Lindas de Goiás, na Região do Entorno do Distrito Federal, e em Rio Verde, no Sudoeste goiano. Rivael afirmou que as demais regiões serão contempladas.

Segundo ele, nessas Caravanas é montada uma estrutura de atendimento aos empreendedores, com o apoio de parceiros, onde são ministrados cursos e palestras para os interessados na concessão de crédito para abrir ou ampliar seus negócios. Em alguns, casos, os financiamentos são concedidos na hora.

Questionado sobre como o microempreendedor do interior pode ter acesso às linhas de crédito da GoiásFomento, Rivael disse que a instituição financeira está buscando ampliar a rede credenciada. Para isso, está preparando um edital a ser lançado nos próximos dias.

O objetivo, destacou, é que até o início do próximo ano tenha representantes credenciados em todos os municípios goianos. Isso será possível também através de parcerias com unidades do Vapt Vupt, Emater e Itegos, além de associações comerciais e câmaras de dirigentes lojistas, entre outras entidades.

Desde que o programa Goiás Empreendedor foi criado, no dia 23 de julho último, foram registrados 3.562 atendimentos. Foram recebidas 312 propostas, com 257 aprovadas, com total liberado de R$ 8,7 milhões, de acordo com dados fornecidos pela assessoria da GoiásFomento.

Na entrevista, Rivael explicou que o crédito é concedido diretamente para o pagamento do fornecedor do empresário. Somente nos empréstimos com valores acima de R$ 15 mil é autorizada a destinação de até 30% para capital de giro puro. Neste caso, os outros 70% são liberados por meio de apresentação de nota fiscal, para serem pagos diretamente ao fornecedor. A Agência de Fomento também fornece consultores que acompanham os negócios dos empresários beneficiados com o crédito.

Fonte: ABC Digital

Gerência de Comunicação GoiásFomento

Mais informações:(062) 3216-4930

 

Deixe um comentário