Image
Home Cidades Dom Dilmo fala sobre a Campanha da Fraternidade em sessão ordinária

Fonte: Câmara Municipal de Anápolis, por Marcos Vieira

 

O bispo auxiliar da Diocese de Anápolis, dom Dilmo Franco de Campos, participou da sessão ordinária desta segunda-feira (9.mar) para falar da Campanha da Fraternidade 2020 (CF-2020), cujo tema é ‘Fraternidade e vida: dom e compromisso’.

Em pronunciamento na tribuna, dom Dilmo disse que esse tema é ecumênico, voltado para todos os setores da comunidade e “para toda pessoa humana”. “O lema é inspirado no Evangelho de Jesus Cristo, segundo São Lucas: viu, sentiu compaixão e cuidou dele”, explicou o bispo.

Dom Dilmo ensinou que a Campanha da Fraternidade oferece como reflexão a figura das duas bacias. A primeira delas, a bacia de Pilatos, que estava com Jesus no julgamento e podia libertá-lo ou condená-lo e mesmo convicto que Jesus não tinha culpa, lavou as mãos. “A outra bacia é a que Jesus pediu na última ceia. Ele era o mestre, no entanto abaixou e lavou os pés dos discípulos”. Segundo o bispo auxiliar, cabe às pessoas escolher qual bacia utilizar.

Ele falou ainda sobre a figura dos venezuelanos, que hoje se encontram nos cruzamentos da cidade, pedindo ajuda. Dom Dilmo ressaltou mensagem do Papa Francisco que pede a todos que olhem para os irmãos refugiados.

O bispo auxiliar também disse que a CF-2020 se refere ao conceito de justiça, de “dar ao outro o que ele merece”. “Não é completo, mas o que é falado é de justiça restaurativa”, frisou. Ao se referir aos vereadores, dom Dilmo falou que ninguém detém o poder sem que ele venha do alto. “Portanto o detentor tem que estar alinhado com quem lhe deu o poder”.

Dom Dilmo também lembrou que a Campanha da Fraternidade deste ano é baseada na vida da Santa Dulce dos Pobres. “Ela que dizia que falar de caridade não resolve o problema de ninguém. Mais do que falar é preciso agir”, concluiu.

Deixe um comentário