Ad
Home Últimas Notícias Pré-candidato à prefeitura de Anápolis, Edson Tavares (PRTB) sem papas na língua...

Fonte: Rádio Nova FM*, por Tiago Oliveira

Foto: arquivo

O ex-diretor do Porto Seco Centro-Oeste e pré-candidato a prefeito pelo PRTB, Edson Tavares concedeu entrevista aos jornalistas Cândido Filho e Blenda Maraísa no programa Cidade em Debate e pontuou várias questões.

O empresário comentou sobre a situação precária do asfalto no distrito industrial da cidade. “As (vias) vicinais estão esburacadas e os pontos de ônibus estão muito ruins e não é de agora. A GO-330 (que corta o Daia) não é problema do Daia, à época a Goiás Industrial, hoje Codego que arrancou o asfalto que existia ali e colocou asfalto ruim. O tráfego ali é de caminhão pesado, bitrem e tritrem”.

Edson Tavares comentou sobre processos licitatórios historicamente mal feitos na cidade de Anápolis e completou dizendo que é necessário um gabinete de segurança institucional na prefeitura. “Qualquer um que vem como nós para romper esse sistema a gente vai precisar ter muita força de vontade e montar o gabinete de segurança institucional, você tem que ter inteligência dentro de uma prefeitura para você ter informação e expurgar os maus que estão lá dentro, para que não puxem o seu tapete”.

Tavares não acredita em política de coalisão, na opinião dele “aquele monte de militante de partido tudo quer uma boca na prefeitura querendo uma teta para mamar”.

Quando perguntado sobre a questão de fundo eleitoral e visão do eleitorado sobre a reeleição pontuou que o Brasil não está preparado para ter reeleição. “Sou contra fundo eleitoral, eu acho que o dinheiro do fundo eleitoral deveria ir para a saúde, não sou a favor dele, e fazer política tem que ser na unha.

Um dos líderes da última eleição presidencial em Anápolis explicou sua saída do PSL para o PRTB, “eu fico no PSL desde que eu seja da linha bolsonariana, e me falaram ‘olha você não pode fazer isso mais nós agora somos Moro’. Então um amigo através do Josmar Moura ofereceu para nós o PRTB, um partido de linha conservadora que é do vice-presidente da República General Mourão”.

Edson confirmou que o partido tem buscado alianças e que uma delas é a do Brigadeiro Bragança ex-comandante da Base Aérea de Anápolis pertencente partido Republicano. “Estou conversando com o Republicano do Brigadeiro Bragança, nós temos muito para a gente ajustar, hoje (04) mesmo temos uma reunião muito boa com o Brigadeiro Bragança”.

O pré-candidato esclareceu que não possui vaidade e que aceitaria completar chapa como candidato a vice. “Nós estamos construindo. Eu não tenho essa loucura, eu posso ser, posso não ser e posso ser vice. Então nós vamos conversando, estamos trocando ideia, eu vou fazer um desenho de um projeto de governo totalmente diferente do que você já viu”.

Edson Tavares finalizou dizendo que não acredita em polarização entre o atual prefeito Roberto Naves (PP) e o deputado estadual Antônio Gomide (PT), “eu vislumbro que nenhum dos dois ganha a eleição. O que vai ganhar vai ser uma outra via com outro viés que vai ganhar eleição. Existe um desgaste petista, você imagina Anápolis ganhar o PT, nós vamos ser uma ilha, Caiado em Goiânia e Bolsonaro em Brasília, de onde vai vir recurso? O povo anapolino é um povo sábio, e o que está aí não caiu nas graças do povo”.

* Rádio Nova FM 87,7 FM

Site: radionovafmanapolis.com.br, aquinanova.com.br, no aplicativo cxradio busque por radio nova fm anapolis, facebook.com/aquinanova/, Instagram: @aquinanova, You Tube: aquinanova1.

Deixe um comentário