Ad
Home Destaques Prefeitura conscientiza população no combate à violência contra a pessoa idosa

Prefeitura conscientiza população no combate à violência contra a pessoa idosa

Fonte: Prefeitura de Anápolis

Uma média de dez a quinze novas denúncias de violência contra idosos é registrada por dia, na Delegacia Especializada no Atendimento ao Idoso (Deai), em Anápolis. São várias as formas de agressão, que vão desde o abuso físico até o psicológico. A negligência está no topo da lista e, em quase sua totalidade, as agressões ocorre na própria residência da vítima, por filhos e netos. No dia 15 de junho que é o dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa, a campanha tem o objetivo de promover o envelhecimento ativo e saudável, visando à integração do idoso no seio da família e o combate à violência.

A diretora de Proteção Social Especial do município, Márcia Jacinta Silva Sousa, pontua que houve um agravo durante o período de isolamento social. “Nesta pandemia, onde os idosos estão isolados, poder público e sociedade devem estar atentos, dispondo de canais de denúncia e ações que visam à proteção da pessoa idosa”, elencou. “Em Anápolis, nós assistimos uma situação alarmante de agressão física, psicológica e patrimonial contra esse público. É muito importante ressaltar o papel da sociedade principalmente neste momento de pandemia, onde o idoso é trancafiado com seu próprio agressor, lembrando que, os agressores são os filhos, os netos, bisnetos. E precisamos enquanto sociedade mudar essa cultura e resgatar essa vítima para convívio social”, ressaltou o delegado titular da delegacia do Idoso, Manoel Vanderic, da importância da contribuição e conscientização da sociedade.

Atualmente, a prefeitura de Anápolis, por meio da Proteção Social Especial desenvolve serviço de acolhimento de denúncias por meio do Disque 100, Conselho do Idoso, Delegacia do Idoso, Ministério Público e Demandas Espontâneas. Através de cada ocorrência são desenvolvidas estratégias para o enfrentamento da violação dos direitos do Idoso. Os Centros de Referência Especializados de Assistência Social (CREAS) possuem equipes técnicas composta por Assistente Social (a) psicólogo (a) como também assessor jurídico. São serviços disponibilizados para solução dos problemas enfrentados pelo idoso.

Os serviços ultrapassam as fronteiras públicas e, quando o idoso está abrigado em instituições de longa permanência, a equipe técnica da prefeitura também se faz presente, mesmo quando essas instituições possuem equipe técnica própria para dinâmica de cuidado.  A Proteção Especial também promove atividades que minimizam o isolamento do convívio familiar e a data oportuniza com promoção da aproximação entre serviços ofertados com estes idosos acolhidos.

Saiba mais 

Neste momento de Pandemia, a recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) é de evitar visitas domiciliares, exceto em caso de urgência, neste sentido as Unidades dos CREAS têm realizado busca ativa, atendimento remoto: contato via telefone com os usuários idosos, levando informação, orientação ao acesso às políticas públicas, colocando-se à disposição para quaisquer esclarecimentos.

Telefone: 3902-2662

 

Deixe um comentário