Ad
Home Últimas Notícias Convite de Valeriano a Suellen desestabiliza candidatura do vice-prefeito Márcio Cândido

Cantora tem até o dia 17.07 para decidir se aceita o convite

Da redação

Após a definição do Congresso Nacional pela realização das eleições municipais ainda neste ano, apesar da pandemia, cujas datas para primeiro e segundo turnos ficaram definidas para 15 e 29 de novembro, os partidos e pré-candidatos estão vivendo uma guerra surda para se organizarem e sair fortalecidos com vistas à conquista da prefeitura de Anápolis.

E no início desta semana o fato mais quente desta engenharia interpartidária foi promovido pelo candidato do PSL, Valeriano Abreu. Apoiado pelo deputado federal Delegado Waldir, que lhe deu autonomia total sobre o PSL em Anápolis, a sua primeira investida sacudiu os planos do grupo que apóia a candidatura à reeleição do vice-prefeito Márcio Cândido.

Trata-se do convite feito por Valeriano à cantora Suellen Lima para ser sua companheira de chapa.  O que seria um fato isolado na escolha de uma candidatura a vice-prefeito, ou vice-prefeita, como neste caso, levou instabilidade à certeza do vice Márcio Cândido, pelo fato de ambos serem da mesma igreja evangélica, Assembléia de Deus Ministério Madureira.

Segundo os bastidores da campanha, o prefeito Roberto Naves não quer a igreja dividida entre duas candidaturas, e teria ameaçado seu vice de substituí-lo por um candidato de outra congregação se a cantora Suellen Lima não retirar a sua decisão em favor da pré-candidatura do candidato do PSL.

Ao falar nesta quarta-feira (15.07) em entrevista à Rádio Manchester, o candidato Valeriano justificou o convite à cantora assembleiana, dizendo que primeiro levava em conta o caráter cristão e ético que exige em todas as pessoas que sempre convidou para fazer parte de seus projetos políticos e sociais. E destacou também que esta é uma forma de valorizar a juventude que hoje representa 20% da sociedade Anapolina, e também os artistas, que ela conhece pela própria vocação e experiência empresarial.

Sobre a resposta final de Suellen Lima sobre este convite “dei a ela prazo até sexta-feira, 17, para que decida se aceita o desafio de defender Anápolis com novos valores e nova visão político-administrativa. Confiante na decisão dela e de seu esposo, o meu amigo e pastor Israel, definindo pelo sim, iniciaremos a caminhada conjunta pelo município e a construção do Plano de Governo que teremos de apresentar à Justiça eleitoral no ato do Registro da Candidatura”, afirmou Valeriano.

Deixe um comentário