Ad
Home Editoriais Cidades Setembro Verde alerta para a importância da doação de órgãos

Campanha quer conscientizar sobre a importância de ser um doador de órgãos e o impacto ao transformar e salvar vidas

Publicado: 02.09.2020

O mês de setembro chegou e estampa a co​r verde para lembrar as pessoas sobre a importância da doação de órgãos para salvar vidas. Por meio da campanha “Setembro Verde” são realizadas diversas ações e eventos para esclarecimento e conscientização da população sobre o impacto desse ato de amor ao próximo na vida de quem aguarda na fila por um transplante.

Para lançar a campanha no Estado, o Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO), e a Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO) realizam nesta terça-feira, 1º de setembro, das 8h às 12h, um evento online para falar sobre o assunto. A ação integra a Aula Magna do curso de Enfermagem da instituição.

Com o tema “Experiência exitosa em transplantes: o sim e o começo de uma nova vida”, o evento será transmitido pelo canal da PUC-GO no Youtube.

Salvando vidas

A gerente de Transplantes da SES-GO, Katiúscia Freitas, afirma que a negativa familiar ainda é o principal motivo para não doação. ”Muitos declinam do processo por crenças em informações desencontradas ou mesmo pela falta de informação adequada”, diz.  Segundo ela, o principal objetivo do “Setembro Verde” é esclarecer e incentivar as pessoas a manifestarem para seus familiares a intenção de ser doador.

“É importante ressaltar que, pela legislação brasileira, a autorização para doação de órgãos deve ser realizada por um parente de primeiro ou segundo grau, sendo pai ou mãe, filhos, avós, netos ou cônjuges”, esclarece Katiúscia.

Dados

No primeiro semestre de 2020, foram realizados 104 transplantes de órgãos em Goiás (rins e fígado) e 131 transplantes de tecidos (córneas). No primeiro semestre de 2019, foram realizados 93 transplantes de órgãos (rins e fígado) e 378 transplantes de tecidos (córneas).

Mesmo com a Covid-19, os procedimentos não deixaram de ser realizados em Goiás. Enquanto no Brasil a redução dos transplantes renais foi de 18%, Goiás é citado no Registro Brasileiro de Transplantes do primeiro semestre de 2020 como um dos três Estados que apresentaram aumento dos transplantes de rins nesse semestre junto com Santa Catarina e Mato Grosso do Sul.

“Além disso somos o quinto Estado com maior número de transplantes renais por milhão de população. O HGG fechou o semestre como o quinto maior centro transplantador de rins do país”, destaca a gerente da SES-GO. Comparado ao mesmo período do ano passado os transplantes renais cresceram 13% mesmo diante da pandemia.

Comunicação Secretaria da Saúde

 

Deixe um comentário