Ad
Home Destaques Correndo por fora, Márcio Corrêa cresce e pode surpreender adversários

Candidato do MDB é o que mais cresce nas pesquisas e pode levar uma vaga no 2º turno. Perfil de gestor e projeto de futuro para a cidade são grandes trunfos

Publicado: 02.11.2020

Faltando duas semanas para as eleições municipais, o cenário eleitoral em Anápolis está indefinido e promete fortes emoções. Num olhar superficial, as últimas pesquisas mostram o prefeito Roberto Naves (PP) e o ex-prefeito Antônio Gomide (PT) embolados brigando pela liderança. Para quem conhece mais profundamente o cenário político, o que realmente salta aos olhos é um outro componente que pode embolar ainda mais a disputa – e ser o definidor da eleição: o crescimento exponencial do empresário Márcio Corrêa (MDB), que mais do que triplicou suas intenções de voto nos últimos dias e se qualificou como um concorrente de peso na disputa.

Se assegurar o atual ritmo de crescimento até o dia 15, Márcio garante o passaporte para o 2º turno, onde chegaria como favorito para vencer qualquer um dos oponentes. Não é por acaso que Gomide e Roberto preferem se enfrentar diretamente, já que são adversários mais previsíveis um para o outro e repletos de pontos fracos a serem explorados. Márcio é um adversário mais difícil de ser abatido e por isto os dois líderes têm evitado debater diretamente com ele. Tentam assim também conter seu crescimento.

Analistas políticos apontam que um dos fatores de impulso da candidatura de Márcio nos últimos dias se dá pela perspectiva de futuro que ele representa para a cidade, com projetos como o de criação de um Hospital Municipal de referência e também o programa Portas Abertas, que visa construir 5 mil moradias em 4 anos. Além de solucionar o déficit habitacional da cidade (um dos maiores de Goiás), a iniciativa injetaria cerca de R$ 600 milhões na economia de Anápolis, gerando mais empregos e renda. Exatamente o tipo de projeto que falta nas discussões entre Naves e Gomide, que têm focado exclusivamente na comparação de gestões (não exatamente no que fizeram, mas principalmente no que o adversário deixou de fazer).

De forma sucinta, segundo um analista político ouvido pela reportagem, o ex e o atual prefeito gastam tempo e energia numa discussão sobre passado e presente, enquanto Márcio apresenta uma perspectiva de um futuro melhor para os anapolinos. “É como se Gomide e Roberto estivessem isolados em uma bolha de vaidade, preocupados apenas com suas imagens, enquanto Márcio está encarando a vida real e propondo projetos de gestão para solucionar os problemas da população”, compara o mesmo analista.

As carreatas realizadas pelo candidato do MDB nos bairros são uma amostra real do crescimento de sua candidatura e consolidação de sua liderança política. Ele praticamente não enfrenta rejeição – o que também é constatado numericamente pelas pesquisas – e tem arrastado centenas de veículos de apoiadores espontâneos. É um fenômeno eleitoral que tem sido raridade em praticamente todos municípios brasileiros nesses tempos de Covid-19.

Deixe um comentário