Ad
Home Destaques Governo de Goiás e Caoa anunciam investimento que vai gerar 2 mil...

Publicado: 26.11.2020

Foto: Governador Ronaldo Caiado ao lado do secretário Adonídio Neto na solenidade para anúncio de novos investimentos em Goiás: atração de R$ 10 bilhões em menos de dois anos

O Governo de Goiás, através da Secretaria de Indústria, Comércio e Serviços (SIC), assinou, na sexta-feira (20), 49 protocolos de intenção com empresas e indústrias que vão se instalar ou ampliar seus empreendimentos em território goiano com investimentos na ordem de R$ 3.4 bilhões. Com previsão de gerar 22 mil empregos em todo o Estado, os protocolos fazem parte do plano de Governo para desenvolver as cidades goianas e assegurar a geração de empregos e renda nos municípios.

Anápolis também foi contemplada para receber investimentos. Uma indústria de produtos alimentício assinou protocolo de intenção para se instalar no município, realizando investimento de R$ 1,1 milhão. A empresa prevê a geração de 96 empregos, entre diretos e indiretos.

Após o evento, na segunda-feira (23), a SIC confirmou um novo investimento para Anápolis. Indústria de produção de veículos automotores, a Caoa, vai expandir suas instalações no município, e anunciou investimento na ordem R$ 1,5 bilhão. A expectativa, com a ampliação do empreendimento, é de gerar mais dois mil empregos diretos e outros 25 mil indiretos, segundo informaram os executivos da empresa durante solenidade com a participação do governador Ronaldo Caiado.

INVESTIMENTOS EM GOIÁS

Na cerimônia de sexta-feira também foi divulgado o balanço da atração de investimentos no Estado no período de abril de 2019 a novembro de 2020. Ao todo, R$ 10 bilhões foram destinados para implantar e expandir indústrias e empresas em Goiás. Com isso, há previsão de gerar 94 mil empregos em 87 municípios goianos.

Os números mostram que mesmo com a pandemia da Covid-19, o Estado registrou aumento de 2,5% de crescimento da sua indústria, em balanço divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no período compreendido entre janeiro e setembro de 2020, comparado com o mesmo período de 2019, percentual que colocou o Estado no primeiro lugar no crescimento industrial do país em 2020. Isso é resultado do trabalho do Governo de Goiás para regionalizar a industrialização.

Deixe um comentário