Ad
Home Destaques Agência de Regulação orienta população de Anápolis a apresentar demandas de água,...

Cidadão pode entrar em contato pelos telefones 3902-1242 e 3902-1251 ou pelo e-mail ouvidoria-arm@anapolis.go.gov.br

Publicado: 01.09.2021

Imagina chegar do trabalho a noite, descer do transporte coletivo e ainda caminhar por mais de um quilômetro até em casa? Esta era a rotina diária de um grupo de mulheres do Jardim Primavera. Elas entraram em contato com a Agência de Regulação Municipal (ARM), por meio da ouvidoria, apresentaram a demanda; e após a visita dos técnicos e realização de estudos de viabilidade, agora a linha de ônibus chega ao bairro.

A mesma situação era vivida por moradores dos bairros próximos à antiga Churrascaria Catarinense, em que não havia linhas específicas para aquela localidade, em bairros da região Norte e também de trabalhadores do Distrito Agroindustrial de Anápolis (DAIA). Ao entrar em contato com a ARM, as solicitações foram atendidas.

Estas são apenas algumas demandas, dentre várias, que o presidente da ARM, Robson Torres, informa terem sido registradas ao longo destes cinco meses de criação do órgão. Diariamente, o usuário do transporte coletivo entra em contato para sugerir inclusive mudança de rotas, denúncia de ônibus em más condições de funcionamento, excesso de velocidade, atrasos ou algum outro tipo de desrespeito.

Robson Torres orienta a população a fazer denúncias e solicitações pelos canais de atendimento: (62) 3902-1242/1251 ou ouvidoria-arm@anapolis.go.gov.br. “Nós temos um corpo técnico eficiente, que atua de forma específica para trazer resultados céleres”, informa, completando que, além do transporte público, água e esgoto também são foco da Agência.

No entanto, no caso do transporte coletivo, o usuário deve se informar sobre como agir, propor mudanças e denunciar; dentre elas acompanhar, por exemplo, no próprio terminal urbano, assim como no site da Urban, os horários. Em caso de irregularidades, a orientação é anotar ou fotografar os dados do veículo, para que as informações sejam precisas. “Se não há cobertura nas paradas de ônibus, por exemplo, os conhecidos postes pintados de amarelo e preto, é necessário informar o endereço completo para a solicitação, pois estamos buscando a adequação em toda a cidade”, finaliza Robson.

 

Deixe um comentário