Ad
Home Destaques Governador Ronaldo Caiado visita novo Hospital Municipal Alfredo Abrahão

Caiado ressaltou qualidade e estrutura do local e o fato de estar em funcionamento já com a realização de cirurgias. Estado vai destinar verba de R$ 10 milhões

Publicado: 12.11.2021

O governador Ronaldo Caiado esteve em Anápolis nesta quarta-feira, 10, para conhecer o novo Hospital Municipal Alfredo Abrahão. Acompanhado do prefeito Roberto Naves, percorreu toda a unidade já em funcionamento com a realização de cirurgias eletivas.

Segundo o governador, a estrutura superou todas as expectativas. “Geralmente vemos a entrega da obra e depois o início dos serviços, muitos hospitais parados, só com a estrutura. Aqui, não. O hospital já foi inaugurado com pacientes internados e prontos para operarem. Alguns até já tiveram alta”, ressaltou. O governador ainda afirmou que, como médico, ficou impressionado com a qualidade e estrutura do local.

Caiado reafirmou a parceria do Estado com a Prefeitura de Anápolis ao destacar os R$ 10 milhões que serão destinados para a unidade, que também vai atender municípios vizinhos pactuados. “Vamos acelerar essa fila que ficou extensa por causa da pandemia. Com esse hospital, Anápolis e demais municípios estão bem atendidos”, frisou.

A parceria também foi apontada pelo prefeito Roberto Naves como primordial para que o projeto estivesse em funcionamento. “A nossa ousadia e a vontade de querer uma saúde cada vez melhor se juntaram com o apoio dos governos federal e estadual. O resultado de um trabalho conjunto, em prol da população, é sempre positivo”, disse.

O Hospital Municipal Alfredo Abrahão foi inaugurado no último dia 9 de novembro com 75 leitos — sendo 10 deles de UTI — e três centros cirúrgicos, consultórios, salas de exames e toda estrutura necessária para atender a população. O local vai funcionar como urgência e emergência para ortopedia, traumas e queimaduras. Também será unidade ambulatorial para consultas em várias áreas da medicina.

O projeto do novo hospital surgiu com a reestruturação da saúde, iniciada em novembro de 2018, quando o então Cais Progresso foi desativado devido a questões estruturais e sanitárias. Mesmo durante a pandemia da Covid-19, a obra seguiu em frente e está pronta para atender toda a população de Anápolis. Uma parte do hospital foi utilizada, inclusive, para ampliação dos leitos municipais de UTI no enfrentamento à pandemia.

Para funcionamento pleno e emergencial, foi feito o credenciamento de Organização Social para a gestão do hospital, a exemplo da UPA Pediátrica, considerada referência no setor, tomando como base o mesmo formato de licitação e contratação.

Deixe um comentário