Ad
Home Últimas Notícias Polícia Civil apresenta nova estratégia de combate à criminalidade para o interior...

A SSP recebeu materiais na ordem de R$ 8 milhões, entre eles: armas, além de computadores, mobília, drones, leitores biométricos. Materiais foram adquiridos com recursos estaduais e federais

Publicado: 17.03.2022

Fotos: Reprodução/Internet e SSP-GO

A Polícia Civil de Goiás apresentou, na última terça-feira, a nova estratégia de combate à criminalidade nas cidades do interior goiano. As novas medidas visam conter ações de organizações criminosas que atuam no tráfico de drogas e demais delitos rurais. Apenas no mês de março, mais de 100 operações já foram realizadas no interior, sendo 523 ao longo de 2022 em todo o Estado.

Um dos principais focos será a intensificação das ações voltadas para os crimes no campo. Como exemplo, as operações Apocalipse, realizada nesta terça-feira, em Anápolis, e Tentáculos, deflagrada na semana passada, no Sudoeste goiano, com a prisão de mais de 40 pessoas, integrantes de uma grande rede de tráfico de drogas em, pelo menos, seis cidades da região.

O secretário de Segurança Pública, Rodney Miranda, lembrou que as ações no campo têm sido uma das prioridades da atual gestão do Governo de Goiás. “O histórico de combate ao crime brasileiro relevava sempre os municípios menores das áreas rurais em segundo plano. Sob a orientação do governador Ronaldo Caiado, nós revertemos essa lógica. Atendemos sim os grandes centros urbanos que são importantes, pela quantidade de pessoas e a complexidade das ações que aqui acontecem, mas também os municípios médios, pequenos distritos e áreas rurais, todos com o mesmo ímpeto”, disse.

Outro destaque apresentado foi a criação dos Pontos Focais Rurais do interior (Projeto recém-lançado pela SSP e pela PCGO). Por meio destes, foram lançadas operações na área rural que culminaram com a prisão de mais de 20 criminosos e a apreensão recorde de mais de 1.000 cabeças de gado apenas no ano de 2022. “Os pontos focais rurais são uma inovação. São capacitados para entenderem em que contexto vão trabalhar e assim poderem produzir mais. Isso tem trazido reduções muito grandes de violência no interior do estado”, ressaltou Rodney Miranda.

A apresentação incluiu ainda a entrega de materiais na ordem de R$ 8 milhões (computadores, armas, mobília, drones, leitores biométricos) à instituição, adquiridos com recursos estaduais e federais. “Nós estamos conseguindo hoje colocar armamento de ponta disponível para todos os policiais civis. Isso é uma grande conquista. Essa é mais uma etapa vencida, munição à vontade para treinamento, para capacitação e, se necessário, para uso”, concluiu.

A divulgação das novas estratégias, realizada na Escola Superior da Polícia Civil, foi coordenada pelo secretário de Segurança Pública, Rodney Miranda; o Delegado-Geral da PCGO, Alexandre Pinto Lourenço; pelo gerente de planejamento operacional, delegado Rilmo Braga; e pelo delegado regional Danilo Fabiano (8ª DRP – Rio Verde).

Fonte: Secretaria de Estado da Segurança Pública – Governo de Goiás

Deixe um comentário