Ad
Home Destaques Estado de Goiás paga mais de R$ 92 milhões em diferenças salariais...

Devidas pelas gestões anteriores, o pagamento das diferenças resgata direitos ignorados há mais de duas décadas. Até o ano passado, mais de 51 mil servidores foram pagos em mais de 33 mil processos abertos. Os pagamentos somaram mais de R$ 88,2 milhões. Agora em 2022, quase 2 mil servidores também receberam suas diferenças

Publicado: 10.05.2022

O Governo de Goiás já efetuou o pagamento de R$ 92,1 milhões a servidores e ex-servidores da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) referentes a diferenças salariais a que tinham direito e que deixaram de lhes ser pagas em gestões estaduais passadas.

Em uma ação importante do ponto de vista econômico e social, implementada desde 2019, o governo estadual vem quitando, mensalmente, processos abertos por trabalhadores da Educação que requeriam o pagamento de valores que, por diferentes motivos, não havia sido feito à época, normalmente, quando do recebimento dos seus salários.

Até o ano passado, mais de 51 mil servidores foram pagos em mais de 33 mil processos abertos. Os pagamentos somaram mais de R$ 88,2 milhões. Agora em 2022, quase 2 mil servidores também receberam suas diferenças, pagas com recursos na ordem de mais de R$ 3,9 milhões.

Proveniente de uma decisão pessoal do governador Ronaldo Caiado, o pagamento das diferenças salariais injetou mais de R$ 92 milhões em recursos que devem, também, estar contribuindo para movimentar o comércio, a indústria e a prestação de serviços em todo o Estado.

Processos parados

De 2019 a 2021, 51.255 servidores receberam seus direitos, pleiteados em 33.368 processos. O total dos recursos foi de R$ 88,20 milhões. Nas listas de servidores que já receberam essas diferenças que lhes eram devidas, constam processos abertos em 1995, portanto, há 27 anos.

De janeiro a abril de 2022, outros 669 processos foram quitados, com o pagamento a 1.939 servidores e ex-servidores, efetivos e em contrato temporário, com o valor total de R$ 3,95 milhões. Ao todo, desde 2019, 53.194 pessoas receberam o que lhes era devido e o Governo de Goiás finalizou 34.037 processos negligenciados há anos.

Secretaria da Educação

Deixe um comentário