Ad
Home Últimas Notícias Câmara faz audiência com concessionária e cobra obras para BR-153

A pedido do vereador Jakson Charles (PSB), a Câmara Municipal de Anápolis se reuniu com os diretores da empresa que ganhou a concessão do pedágio na BR 153, a Triunfo Concebra. Na manhã desta segunda-feira (04/05), o presidente Odenir Sanches e o diretor de operações Ricardo Victorelli ouviram as dúvidas de alguns vereadores quanto à cobrança do pedágio. Um dos principais motivos da reunião, porém, foi solucionar a falta de iluminação no viaduto do Daia.

Segundo Jakson Charles, a população anapolina havia procurado vários parlamentares com reclamações e dúvidas sobre a rodovia. “De uma forma muito específica, a iluminação do viaduto. Mas, também temos alguns pontos críticos como a travessia da Vila São Vicente para a Pedro Ludovico e do Santo Antônio para o Summerville, que são regiões com um tráfego intenso de pessoas”, mencionou o vereador.

O pedágio pega os trechos da BR 153 que dão acesso de Anápolis a Goiânia e de Anápolis a Brasília. Além dessas dúvidas, os vereadores que participaram da reunião questionaram sobre os valores a serem cobrados nas praças de pedágio; se os funcionários que trabalham na obra são residentes dos municípios próximos a essas praças e quais são as responsabilidades da Triunfo Concebra em relação às demandas apontadas pela Câmara Municipal.

Mas, para a maioria dos problemas, os vereadores descobriram que a solução depende de autorização da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). “Isso foi bom. Porque quando a população buscava o DNIT, dizia que era a responsabilidade era da Concebra. Quando buscava a empresa, dizia que era o DNIT e a ANTT. Hoje saímos daqui esclarecidos sobre quem é responsável pelo que”, explicou Jakson Charles.

Sobre a iluminação do viaduto do DAIA, uma das principais queixas, o presidente da Triunfo Concebra disse que as necessidades que estão fora da BR 153, mas dentro da área de concessão, são responsabilidades da empresa. “A ANTT precisa aprovar essa iluminação. Por isso pedimos um movimento da Câmara para que isso aconteça. Acredito que é fácil e que devemos atender essa solicitação em seis meses”, afirmou Odenir Sanches.

Alguns vereadores apontaram a difícil fluidez do trânsito no viaduto Miguel Moreira Braga. Sanches informou que a Triunfo Concebra tem um projeto de criar uma terceira via no local, mas que a concessão é de uma outra empresa e que a ANTT precisa passar o trecho para a Concebra executar a obra. “Não podemos investir em nada, fazer nada até que a Agência nos dê uma solução”, acrescentou o presidente.

Outro questionamento dos parlamentares foram quanto aos valores a serem cobrados nas praças de pedágio e sobre possíveis isenções. De acordo com Sanches, no trecho de Anápolis a Goiânia deve ser cobrado menos de R$ 3,00 e de Anápolis à Alexânia menos de R$ 4,00. O valor exato ainda será calculado em cima da inflação e de índices como o IPCA. O presidente não informou sobre isenções, apenas citou o caso de caminhões que, de acordo com a legislação federal, os que estiverem descarregados e com eixo suspensos, não precisam pagar.

Ao final da conversa, os vereadores receberam uma notícia positiva quanto ao repasse aos municípios. Conforme detalhou o presidente da concessionária, cinco por cento de todo o valor arrecadado pela empresa será dividido entre as cidades cortadas pela BR 153. O montante de cada local, porém, será calculado pela extensão dos quilômetros da rodovia nos municípios. Essa quilometragem é calculada pelo IBGE.

O próximo passo dos parlamentares será agendar uma reunião com a ANTT para solucionar a questão da iluminação no viaduto do Daia. As praças de pedágio estão em fase de finalização e deverão ser concluídas no final do mês de maio. As cobranças, entretanto, começam a valer possivelmente em junho.

Presentes

Participaram da reunião os vereadores Sargento Pereira Júnior (PSL), Pedro Mariano (PP), Profª Geli Sanches (PT), Miguel Marrula (DEM), Vespa (SD), Wederson Lopes (PSC), Paulo de Lima (PDT), Pastor Wilmar Silvestre (PT), Jerry Cabeleireiro (PSC), Alfredo Landim (PT), Amilton Filho (SD), Eli Rosa (PMDB) e Sargento Alberto (PTN).

(Com Câmara Municipal de Anápolis)

Deixe um comentário