Ad
Home Destaques Polícia Cívil apreende 36 mil metros de linha chilena em Goiânia

A Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Consumidor (Decon) apreendeu nesta segunda-feira (14/7), durante Operação Francisco de Assis, 36 mil metros de linha chilena. Um homem suspeito de comercializar o produto pela internet foi preso.

Segundo o delegado responsável pela investigação, Eduardo Prado, os trabalhos tiveram como foco perfis em redes sociais e sites que comercializavam a linha chilena, que é feita de pó de alumínio e tem um poder de corte quatro vezes maior do que o cerol.

Após monitoramento, a polícia chegou até Fred Willian de Lima Rezende, que confessou vender a linha. Ele foi preso em uma residência, no setor Vila Nossa Senhora, em Goiânia. “Ao ser preso em flagrante, o jovem chegou a dizer que era melhor vender isso do que bebida alcóolica”, disse o delegado Eduardo. Fred foi autuado por vender produto nocivo à saúde.

A operação recebeu o nome “Francisco de Assis” em homenagem ao motociclista de 60 anos que morreu no dia 2 de julho, ao ter o pescoço cortado por uma linha chilena. Ele foi atingido na BR-153, próximo ao viaduto do setor Parque das Laranjeiras.

O delegado chama atenção dos motociclistas a colocarem uma antena de proteção nos veículos. Esses produtos custam de R$ 10 a R$ 20 reais. “Por mais que a gente faça essas operações e prenda os suspeitos, ainda vamos ter pessoas utilizando o cerol. Por isso pedimos também aos pais que conversem com seus filhos, orientem e fiscalizem a pipa. Isso pode evitar mortes”, finaliza.

Cerol

Deixe um comentário