Ad
Home Últimas Notícias Vereadores conseguem agendar audiência pública com titular da SSP, Irapuan Costa júnior

FERNANDA MORAIS

O novo presídio Estadual de Anápolis foi inaugurado, mas não resolveu o problema da crise carcerária do município. Na tarde da última segunda-feira (26.fev.18), o presidente da Câmara Municipal, Amilton Filho (SD), e uma comissão de vereadores conversaram com o secretário estadual de Segurança Pública, Irapuan Costa Júnior sobre a ocupação do novo presídio.

Irapuan Costa Júnior foi bastante receptivo com os vereadores de Anápolis e se disponibilizou a participar de uma audiência pública na Câmara Municipal de Anápolis no dia 7 de março. O encontro será uma nova oportunidade para que as autoridades políticas, do Ministério Público e do Judiciário, reforcem a necessidade de garantir que o novo presídio de Anápolis receba os presos condenados da cidade.

Antes de se reunirem com o secretário de Segurança Pública, os vereadores, acompanhados de representantes do Conselho da Comunidade na Execução Penal, OAB, Ministério Público e Poder judiciário estiveram com o diretor-geral de Administração Penitenciária, coronel Edson Costa, onde também falaram sobre a ocupação do novo presídio e também da transferência dos 65 detentos de Anápolis para o recém-inaugurado Presídio Estadual de Formosa.

Coronel Edson Costa explicou que a ocupação dos presídios de todo o Estado está sendo feita obedecendo a critérios técnicos. O diretor disse que, a princípio, a ideia é destinar 150 vagas do novo presídio de Anápolis para os condenados da comarca, e as outras 150 para presos de outras cidades. Porém, diante da cobrança dos participantes da reunião, Edson Costa se comprometeu a repensar sobre como proceder essa ocupação.

“A manifestação é natural. Vou reconsiderar a questão baseado em estudos técnicos sobre esse modo de ocupação dos presídios regionais”, admitiu o coronel”.

Durante a reunião, a Juíza da Vara da Execução Penal, Lara Gonzaga de Siqueira, e a promotora Karina D’Abruzzo, mostraram a realidade da situação carcerária do município. Segundo ela, somente a comarca de Anápolis possui 380 presos condenados, o número é maior do que as 300 vagas oferecidas no presídio recém-inaugurado.

Deixe um comentário