Ad
Home Destaques Goiás fecha 2021 com saldo positivo de 107.215 empregos

Estado assume oitava posição entre os Estados que mais geram postos de trabalho e é primeiro lugar na Região Centro-Oeste. Em 12 meses, ocorreram 750.692 admissões, ante 643.477 demissões. Números mostram recuperação econômica e fortalecimento de diferentes setores. “Nosso objetivo é atender à demanda da população com um governo que rompe as desigualdades regionais ao criar alternativas de emprego”, afirma Caiado

Publicado: 01.02.2022

O Estado de Goiás encerrou o ano de 2021 com saldo positivo de 107.215 postos de trabalho formais, com carteira assinada. Os dados foram divulgados, nesta segunda-feira (31/01), pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), órgão do Ministério da Economia. Os números colocam Goiás na primeira posição, no ranking de geração de empregos na Região Centro-Oeste e são resultado de 750.692 admissões, ante 643.477 desligamentos.

“Não existe nenhum programa social mais importante, e com maior capacidade de proporcionar qualidade de vida e cidadania para as pessoas, do que o trabalho”, ressaltou o governador Ronaldo Caiado. ““Nosso objetivo é atender à demanda da população com um governo que rompe as desigualdades regionais ao criar alternativas de emprego”, completou.

O mês de dezembro de 2021 fechou negativo, com a supressão de 6.431 vagas, resultado de 52.663 admissões, ante 59.094 demissões. Esse foi o único mês com saldo negativo, em Goiás, durante todo o ano. Entre os Estados e o Distrito Federal, apenas Paraíba e Alagoas, não tiveram resultados negativos, no último mês do ano. No Brasil, os números também fecharam no azul, em 2021, com saldo de 2.730.597 novas vagas. No mês de dezembro, o saldo foi negativo com a extinção de 265.811 postos.

Empregos por setor

O setor de serviços foi o que mais gerou empregos, em Goiás, no ano de 2021, com saldo de 44.795 vagas; seguido por comércio, 27.334; indústria, 20.219; construção, 8.492 e agropecuária, 6.375.

O titular da Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Serviços (SIC), Joel Sant’Anna disse que os números são resultado das inúmeras ações do Governo de Goiás para fortalecer e apoiar, especialmente, às micro e pequenas empresas, sem contar o trabalho realizado na atração de novos investimentos para território goiano, além de projetos e programas pontuais, como o Cinturão da Moda, que estimulam o empreendedorismo.

“Os números dos empregos, em Goiás, mostram que estamos no caminho certo no processo de retomada da economia. Os empregos estão crescendo em todos os setores e nossa expectativa é de mais vagas abertas neste ano de 2022, especialmente na indústria, no comércio e nos serviços”, afirmou Sant’Anna.

O secretário César Moura, titular da Secretaria de Estado da Retomada, destacou algumas iniciativas promovidas pela pasta: “A combinação dos programas Mais Empregos e Mais Crédito com os cursos profissionalizantes gratuitos dos Colégios Tecnológicos são exemplos práticos. Esta sequência de índices positivos para Goiás na geração de emprego formal, como o anunciado pelo Caged, só comprova que estamos no caminho certo, graças ao trabalho coletivo, envolvendo entes de dentro e fora do Governo de Goiás”, frisou o secretário.

Fonte: Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Serviços (SIC)

Deixe um comentário