Home Economia Pedágio em rodovia federal já será cobrado no 2º semestre de 2015

LUANA CAVALCANTE

As praças de pedágio nas BRs 060, 153 e 262 têm previsão de começar a funcionar a partir do segundo semestre do próximo ano. A Concebra, empresa concessionária dessas rodovias, ainda não informou os valores que serão cobrados dos motoristas. Para ter acesso às capitais Brasília e Goiânia, o anapolino terá que pagar pedágio. Serão construídos pontos de cobrança em Alexânia e Goianápolis.
Piracanjuba e Itumbiara também terão pedágio. No contrato com o Governo Federal, a empresária concessionária se compromete a construir, até 2018, uma terceira pista no trecho entre Anápolis e Goiânia. De acordo com a Concebra, desde 5 de setembro essa rodovia tem recebido serviços operacionais de socorro médico e mecânico que dispõem de ambulâncias, guinchos, caminhões pipa para combate a incêndio e veículos para recolhimento de animais soltos na via. A proposta do atendimento é funcionar 24 horas, todos os dias da semana.
A Concebra recebeu a cessão do trecho rodoviário das BRs 060, 153 e 262 em 6 de março deste ano, após assinar contrato com o Governo Federal. O trecho compreende 1.176,5 quilômetros que vai de Brasília até Betim (MG). São 630,2 quilômetros da BR-060 e da BR-153, desde o entroncamento com a BR-251, no Distrito Federal, até a divisa do Estado de Minas Gerais com São Paulo. Somam-se mais 546,3 quilômetros da BR-262, que vão do entroncamento com a BR-153, em Minas, ao entroncamento com a BR-381, no mesmo Estado.
Desde o recebimento da cessão, a Concebra tem realizado trabalhos em todo o trecho de concessão: roçagem, pintura e sinalização, desobstrução e limpeza dos meios fios, sarjetas, descida d’água e bueiros para melhorar a drenagem, recuperação de defensas e remendos no asfalto.
A empresa comunica que irá duplicar 647,8 quilômetros nas rodovias BR-153 e BR-262, em Minas Gerais e, também, executar o novo contorno de Goiânia e a terceira faixa entre Anápolis e a capital de Goiás. O contrato da empresa, com duração de 30 anos, prevê o direito de exploração da infraestrutura da rodovia.

Estrutura
Está previsto ainda no trecho dessas BRs instalações do Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU) que oferece sanitários, fraldário, espaço para descanso e informações para o usuário. Nestes pontos também ficarão as viaturas de inspeção de tráfego, os guinchos e as ambulâncias para atendimento na rodovia. Ao todo serão 24 SAUs, com uma distância média de 50 quilômetros entre cada unidade.
A empresa terá postos de atendimento no Distrito Federal; em Goiás nos municípios de Abadiânia, Anápolis, Goiânia, Hidrolândia, Professor Jamil, Morrinhos e Itumbiara; e em Minas Gerais nas cidades de Canápolis, Monte Alegre de Minas, Prata, Comendador Gomes, Fronteira, Juatuba, Conceição do Pará, Bom Despacho, Luz, Córrego Danta, Ibiá, Araxá, Sacramento, Uberaba, Conceição das Alagoas e Campo Florido.
A frota de veículos está distribuída nos 1.176,5 quilômetros do trecho concedido. As ambulâncias para atendimento médico emergencial, no trecho de concessão da Concebra, são equipadas com equipamentos para desencarceramento de vítimas. Uma equipe de mais de 300 profissionais – incluindo médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem habilitados para resgate – atende todo o trecho.
O atendimento gratuito desses serviços pode ser acionado por telefone (0800 060 6000). O usuário poderá, sempre que necessário, entrar em contato para obter informações, esclarecer dúvidas e registrar reclamações, sugestões e elogios sobre os serviços da concessionária.

Deixe um comentário