Home Esportes Ritmo das obras do CT agrada a diretoria da Xata

Presidente do clube, Leandro Ribeiro, avalia positivamente o andamento dos trabalhos de construção da “Casa” da Rubra nas proximidades do Daia. O CT será entregue em 2016

ORISVALDO PIRES

Na área de dois alqueires, localizada na região entre o Distrito Agroindustrial de Anápolis e o Clube Recreativo Anapolino, começam a surgir as primeiras estruturas daquilo que, em breve, será o Centro de Treinamentos da Associação Atlética Anapolina. As obras começaram há cerca de um ano e são realizadas pela empresa Terra Construtora Engenharia e Construção, com entrega estabelecida para o segundo semestre de 2016.

A construção do CT da Anapolina é parte do acordo de permuta de áreas realizada entre o clube e a empresa construtora, há cerca de um ano e meio. A Anapolina disponibilizou sua antiga área de aproximadamente 80 mil metros quadrados, no Bairro de Lourdes, às margens da BR 060, em troca de uma outra área, de dois alqueires, na região leste da cidade. O acordo, referendado pela Prefeitura Municipal de Anápolis (doadora da área original para a Anapolina), foi acompanhado pelo Ministério Público.

Na tarde de quarta-feira (8/07), a reportagem do Jornal Estado foi recebida no canteiro de obras do CT pelo presidente executivo do clube, Leandro Ribeiro, e o diretor de patrimônio, Frederico Godoy. O objetivo da visita foi acompanhar o desenvolvimento da construção, que desperta grande interesse da parte do torcedor colorado. O CT é sonho antigo de dirigentes e torcedores da Rubra. No passado outros projetos foram interrompidos pela metade, frustrando a expectativa de que o clube finalmente tivesse sua casa. Agora é possível constatar que tudo é diferente e que em um ano as instalações coloradas estarão prontas.

É possível perceber que já está adiantada a construção dos prédios que vão abrigar as salas administrativas, sala de imprensa e refeitório. Também estão praticamente prontos os dois vestiários principais, amplos, modernos, nos moldes daqueles que existem nos grandes estádios de futebol. O portal de acesso ao CT também começa a ganhar forma, e dá acesso a uma rua principal, bem larga, onde serão instaladas as baias de estacionamento.

Um pouco mais a frente, na parte alta do CT, estão fundados os alicerces onde serão erguidos os 12 apartamentos previstos. Mais ao fundo, o espaço para a construção de um parque aquático e do campo de areia. A área dos quatro campos de treinamento conta com 28 mil metros quadrados. Dois deles já estão gramados. Os outros dois começam a receber grama nos próximos dias. Todos já estão dotados de moderno sistema de irrigação. Um deles terá iluminação. Outro será destinado às categorias de base.

Uma pista de exercícios pavimentada circunda toda a área do CT. No fundo, uma mata natural que proporciona cenário de rara beleza ambiental. A mata protege também várias nascentes. “Um toque especial do CT, onde será produzido ar puro constante. Um tesouro que, no dia-a-dia, pretendemos usufruir e também preservar”, disse Leandro Ribeiro. A área da Anapolina situa-se num local que experimenta crescimento intenso. Condomínios surgem às proximidades. O anel viário do Daia margeia a área do CT. Vários benefícios chegam, o que concorre para valorizar ainda mais o projeto.

Leandro Ribeiro inspeciona praticamente todos os dias o andamento das obras. Segundo ele, a empresa Terra Construções conta com toda a confiança da diretoria na realização das obras. “A empresa é muito cuidadosa com tudo. O material utilizado é de primeira qualidade. Um trabalho extremamente profissional. O cronograma da obra é seguido de acordo com o combinado. Neste ritmo, teremos no CT pronto para uso no final do ano que vem”, revela o dirigente.

Deixe um comentário