Ad
Home Últimas Notícias Com a intensificação do período chuvoso, Semad alerta proprietários em relação aos...

É importante que todos os proprietários de barramentos estejam sempre de prontidão para comunicar possíveis emergências às Defesas Civis municipais da região onde se encontram, ou ao CBM-GO. Vale também a constituição de uma rede de comunicação com os vizinhos e comunidades residenciais em um raio de 10 quilômetros abaixo do empreendimento

Publicado: 11.01.2021

Com a intensificação do período chuvoso, que deve ocorrer nos próximos dias, a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) alerta produtores rurais que tenham barragens em suas propriedades para os riscos à segurança do meio ambiente e da população, principalmente daqueles que estão abaixo da área de vazão dos reservatórios. Segundo a secretária Andréa Vulcanis, o estado de conservação desses empreendimentos demanda uma atenção especial por parte dos responsáveis.

Assim, como alerta a técnica ambiental Natália Lino, da Gerência de Acompanhamento de Pós-Outorga e Segurança de Barragens (Geposb), é importante que sejam realizadas vistorias nas estruturas dos barramentos para identificação de possíveis pontos de fragilidades e eventuais reparos emergenciais, que ainda sejam possíveis de realizar mesmo com a intensificação das precipitações, previsto já para as próximas semanas. Porém, ressaltamos que qualquer obra no barramento deve ser realizada com cautela pois pode prejudicar a estrutura física da barragem, podendo causar incidentes, sendo recomendado então esperar o período de seca para obras estruturais.

É importante que todos os proprietários de barragens estejam sempre de prontidão para comunicar possíveis emergências às Defesas Civis Municipais da região onde se encontram, ou ao Corpo de Bombeiros Militar de Goiás (CBMGO). Vale também a constituição de uma rede de comunicação com os vizinhos e comunidades residenciais em um raio de 10 quilômetros abaixo da barragem.

Recomendações

Entre as principais recomendações feitas pela Semad, vale ressaltar a verificação da quantidade de água presente no reservatório, que não deve estar totalmente cheio nesse período. O nível da barragem deve possuir uma borda livre de, pelo menos, um metro.

Também verificar a existência de trincas ou rachaduras e infiltrações nas ombreiras, crista e taludes. Caso existam algum desses problemas, deve-se reduzir ainda mais o volume acumulado no reservatório para reduzir a pressão exercida pela quantidade de água. Importante lembrar que a redução do nível da água não deve ser de mais de 15cm por dia, para evitar escorregamentos dos taludes.

É importante deixar descargas de fundo escoando livremente para que a barragem possa receber a água da chuva sem problemas. E desobstruir os extravasores, retirando lixo, vegetação ou qualquer material presente que possa impedir o livre fluxo da água.

Por fim, a Semad, como medida de prevenção a acidentes de grandes proporções envolvendo a falta de manutenção das barragens, alerta para que não sejam removidas árvores nos taludes ou ombreiras no período de chuvas, para não causar instabilidade na estrutura. Tal procedimento só deve ser realizado no período de seca.

Em caso de emergência:

A Semad orienta a todos os proprietários de barragens para que estejam sempre em prontidão para comunicar possíveis emergências:

  • Semad  (telefone/WhatsApp – 62 982689827)

    • Defesa Civil (telefone/WhatsApp – 62 999725926)

    • Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás (telefone – 193)

    • Constituir uma rede de comunicação com os vizinhos e comunidades residenciais em um raio de 10 quilômetros abaixo da barragem.

Fonte: Semad-GO

 

Deixe um comentário