Ad
Home Destaques GoiásFomento lança três novos serviços para agilizar o acesso à crédito

Para agilizar os serviços e facilitar o acesso às micro, pequenas e médias empresas às linhas de crédito para capital de giro e investimentos, a GoiásFomento e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Científico, Tecnológico e de Agricultura, Pecuária e Inovação (SED) lançaram três novas facilidades: Crédito Automático, Correspondentes de Crédito e Fundo Garantidor para Investimento (FGI). O lançamento foi nesta quarta-feira, dia 7, no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, na Praça Cívica, em Goiânia.

Para o presidente da GoiásFomento, Humberto Tannus, o evento tem significado de modernidade e parcerias. Ele ressaltou que os números da GoiásFomento são positivos. “O salto da carteira de crédito na Goiás Fomento passou de R$ 23 milhões em maio de 2011, para quase R$ 140 milhões em agosto deste ano, um aumento de 500%. Nossas projeções de crescimento são otimistas a despeito do cenário de crise que vivencia o País. Até dezembro do ano que vem pretendemos dobrar o volume de carteiras de crédito”.

Inova Goiás
Os três programas fazem parte do Inova Goiás, lançado em setembro passado, que tem por meta incentivar a tecnologia e inovação em Goiás. O vice-governador e titular da SED, José Eliton, lembrou que outros programas já foram incluídos no Inova Goiás em diferentes áreas como o Cartão Rural, TelemedicinaConecta SUS, Siga Saúde e Goiás 360. Ele adianta que novos programas nas áreas de Segurança Pública e Ciência e Tecnologia serão lançados em breve. “O objetivo do Inova Goiás é garantir a capacidade de fazer política de inovação. A conectividade e o acesso aos serviços públicos através dos meios digitais são um caminho para propiciar a inovação, pesquisa, a discussão de novas ferramentas ou modificação de plataformas já existentes conforme a demanda do setor produtivo, com isso dinamizando a economia”.

Em discurso, o governador Marconi Perillo lembrou do início da GoiásFomento, criada no seu primeiro mandato e que neste ano completa 15 anos. “Nasceu com R$ 80 milhões de capitalização. Me dá orgulho porque passados esses anos todos, a GoiásFomento continua cumprindo com seus objetivos”. Ele comentou que a GoiásFomento também cumpre suas finalidades ao emprestar dinheiro para os feirantes e pequenos empresários, além de se transformar em uma instituição repassadora de créditos do BNDES.

“Eu pedi ao Humberto que desenvolvesse um produto voltado aos prefeitos, de cidades de até dez mil habitantes, que precisa de um crédito para fazer um investimento e estamos desenvolvendo uma carteira de até R$ 2 milhões, em conjunto com o BNDES, para emprestar pelo menos para 50 prefeituras inicialmente. A GoiásFomento vai cumprindo sua missão e isso me enche de orgulho por ter brigado tanto para a criação desse instrumento de crédito. Hoje é um dia importante que envolve a sociedade organizada, as entidades representativas do setor empresarial e garante acesso fácil e rápido ao crédito, que é disponibilizado pela GoiásFomento”.

Novos Serviços

Crédito Automático – A primeira facilidade é o Crédito Automático, uma forma simples para contratar crédito/financiamento de até R$ 50 mil pela internet, de qualquer lugar de Goiás, de maneira ágil. A GoiásFomento integrou numa mesma plataforma web as informações de vários órgãos, como Banco Central, Receita Federal, Sefaz, Junta Comercial de Goiás (Juceg), Serasa e outros, para agilizar o processo de solicitação de crédito. Para acessar esse sistema, o microempresário terá que entrar no site www.fomento.goias.gov.br e preencher o cadastro.

Ao inserir o CNPJ, no caso de microempresa, ou o CPF, para o caso de empresa individual, o sistema indicará se há pendência em algum órgão público ou se a situação está regular e o solicitante está hábil a pleitear o crédito. Em menos de três dias, após a análise do cadastro, o crédito de até R$ 50 mil pode ser liberado para as diferentes linhas de financiamento. O presidente da GoiásFomento, Humberto Tannus, explica que este serviço era totalmente presencial ou com intermediação junto à agência da GoiásFomento, em Goiânia, e levava cerca de 30 dias para ser concluído. Agora pode levar até três dias para aprovação.

Correspondentes de Crédito – Outro serviço facilitador aos empresários goianos é a rede de Correspondentes de Crédito. São entidades parceiras que estão sendo credenciadas para prestarem serviços de recepção e encaminhamento de propostas de operações de crédito junto à GoiásFomento. O serviço que é regulamentado pelo Banco Central, através da Resolução 3.954, vinha sendo feito informalmente no Estado.

A partir de agora, todos os Correspondentes de Crédito serão capacitados para operar em nome da GoiásFomento no interior. O objetivo é ampliar a relação da agência de fomento com os parceiros, aumentando a sua capilaridade e facilitando o acesso ao crédito aos empresários que sentem a necessidade da intermediação para fazer a solicitação.

Estão sendo credenciados junto à GoiásFomento as cooperativas de crédito filiadas à Cooperativa Central de Crédito de Goiás; associações comerciais, industriais, agropecuárias e de serviços filiadas à Facieg ou à Faeg; câmaras de dirigentes lojistas filiadas à Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas; associações civis do setor empresarial, como a Associação de Jovens Empreendedores e outras. O serviço será remunerado por produção, com expectativa de mais de R$ 700 mil anuais em remuneração aos correspondentes.

Até o momento, mais de 80 pontos de atendimento já foram cadastrados na GoiásFomento e estão aptos a receber propostas de financiamentos em seus respectivos municípios. Em cada uma das instituições credenciadas, será afixada em local visível uma placa indicando que ali funciona um Correspondente de Crédito. Mesmo os que querem usar o serviço de Crédito Automático e acessar o portal da GoiásFomento com a intermediação de uma pessoa treinada pode se valer do Correspondente mais próximo em sua região ou município.

Para o governador Marconi Perillo, a iniciativa é uma maneira de levar o governo para perto das pessoas, sem que haja despesas operacionais com contratação de pessoas. “Teremos muitos pontos porque essas instituições estão em todos os pontos de Goiás. É uma iniciativa desburocratizada”.

FGI – O terceiro produto da GoiásFomento visa contemplar o empreendedor que pleiteia financiamento acima de R$ 50 mil. Trata-se do Fundo Garantidor para Investimento (FGI), que concede garantias complementares necessárias à contratação de financiamentos a empreendedores que não disponham de garantias suficientes para aprovação dos pedidos de crédito. A GoiásFomento está habilitada e já começa a operar com o Fundo Garantidor para Investimento.

O BNDES FGI é uma alternativa real de suporte que aumenta as possibilidades de acesso e melhora as condições do crédito às empresas, incentivando-as ao crescimento e à modernização. Inicialmente, o FGI poderá amenizar em até 50% o valor da garantia exigida nos contratos de financiamento junto à GoiásFomento.

Deixe um comentário