Ad
Home Destaques CsU da UEG decide pela suspensão do Vestibular de Medicina 2021

Além da suspensão do edital do Vestibular de Medicina 2021, também foi determinado pelo CsU que a reabertura de vagas para o curso fica condicionada à apresentação de plano de investimento e de contratação de docentes, aprovado pelo Conselho de Gestão e encaminhado ao Governo do Estado de Goiás

Publicado: 24.02.2021

Além da suspensão do edital do Vestibular de Medicina 2021, também foi determinado pelo CsU que a reabertura de vagas para o curso fica condicionada à apresentação de plano de investimento e de contratação de docentes

O Conselho Superior Universitário da Universidade Estadual de Goiás (CsU|UEG) suspendeu, nesta terça-feira (23/02), o edital do Vestibular de Medicina 2021 durante a continuação da 117ª sessão plenária, que aconteceu de forma remota, por meio do serviço de conferência web da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP).

Na primeira parte da 117ª sessão plenária do CsU, realizada no último dia 11 de fevereiro, o diretor técnico do Conselho Regional de Medicina (Cremego), Waldemar Naves, apresentou relatório de visita que o Cremego fez à UEG Unidade Universitária de Itumbiara em novembro de 2020.

Baseado nos dados desse relatório, o Cremego recomendou a suspensão do Vestibular de Medicina 2021, o que levou os conselheiros a adiarem a realização da plenária para deliberações.

Na continuação da sessão plenária foram ouvidos, além do reitor interino da UEG, Valter Campos, o coordenador da UnU de Itumbiara, Ângelo Cavalcante, o coordenador do curso de Medicina, João Paulo, o docente Rafael Rocha e o representante discente, Ricardo Lopes. A partir das explanações, foi facultada a fala aos conselheiros para que fizessem suas pontuações e questionamentos.

Ao final da sessão, além da suspensão do edital do Vestibular de Medicina 2021, também foi determinado pelo CsU que a reabertura de vagas para o curso fica condicionada à apresentação de plano de investimento e de contratação de docentes, aprovado pelo Conselho de Gestão e encaminhado ao Governo do Estado de Goiás.

Fonte: UEG-GO

Deixe um comentário