Ad
Home Destaques Goiás sobe duas posições e já está entre os 10 Estados mais...

Ranking de Competitividade, divulgado pelo Centro de Liderança Pública, avalia indicadores como infraestrutura, segurança pública, solidez fiscal, eficiência da máquina pública, potencial de mercado e educação. “Quando assumi a gestão, estávamos em 13º lugar, e em queda. O trabalho dá resultados positivos”, destaca Caiado

 

Publicidade: 30.09.2021

Goiás está entre os 10 mais competitivos do Brasil, segundo o Ranking de Competitividade dos Estados. Os dados foram divulgados, na manhã desta quinta-feira (30/09), pelo Centro de Liderança Pública (CLP). Destaque no mapeamento, estava em 12º e subiu duas posições na classificação.

Segundo o governador Ronaldo Caiado, a ascensão em 2021 é resultado de investimentos do Governo de Goiás em iniciativas para gerar solidez e eficiência em setores estratégicos da gestão pública nos últimos dois anos e nove meses. “Isso é reflexo de uma gestão voltada para o desenvolvimento econômico e social da nossa gente. Quando assumi a gestão, estávamos em 13º lugar, e em queda”, destacou em publicação nas redes sociais.

“Essa nova posição no ranking é a prova de que nosso trabalho está tendo resultados positivos”, completou ao citar a liderança do Estado na geração de empregos no Centro-Oeste, conforme números divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) na quarta-feira (29/09), e o recorde na abertura de empresas nos oito primeiros meses de 2021.

As 27 unidades federativas foram avaliadas no Ranking de Competitividade em critérios definidos por 86 indicadores, distribuídos em 10 temáticas ligadas à promoção da melhoria da gestão pública e competitividade. Entre os itens considerados estão: infraestrutura, sustentabilidade social, segurança pública, educação, solidez fiscal, eficiência da máquina pública, capital humano, sustentabilidade ambiental, potencial de mercado e inovação.

“A cada ponto que você corrige, você vê que o resultado vai para a população, que sente a diferença, sente o resultado”, declarou o governador Ronaldo Caiado em entrevista concedida à Rádio Vinha FM, nesta manhã. Para Caiado, a condução do Estado tem como meta primordial atender aos moradores de Goiás com equipamentos públicos bem conservados e serviços de qualidade. “Este é o nosso objetivo de governabilidade”, reiterou.

Competitividade

A crescente identificada pelo ranking reflete os resultados positivos e correta aplicação dos recursos públicos instituída no Estado desde 2019, quando Goiás ocupava a 13ª posição em competitividade. “Ao assumir o Estado, Goiás estava entre os piores estados do ponto de vista fiscal”, lembrou Caiado, que assumiu uma administração com R$ 7,3 bilhões em débitos. “Hoje nós renegociamos as dívidas. Vejam o que nós conseguimos reduzir para investir pesado”, pontuou.

No trabalho de recuperação fiscal, um dos destaques é a liderança de Goiás como o Estado que apresentou maiores índices em diminuição de despesas. De acordo com o Boletim de Finanças dos Entes Subnacionais, do Tesouro Nacional, Goiás teve a maior redução real de despesas primárias em 2020, comparado a 2019, com -2,5%. Na despesa bruta com pessoal do Brasil, foi registrada uma queda de -10,3%, no ano passado, segundo as regras da Lei de Responsabilidade Fiscal. A atuação é pontual entre as medidas para viabilizar a redução do déficit nas contas do Estado e, ainda assim, garantir aumento de investimentos na saúde (11,6%), educação (3,8%), assistência social (10%) e transporte (91%).

Outro pilar para a classificação dos estados, a educação foi destaque nos últimos anos em Goiás. O Estado atingiu a marca histórica de R$ 2,3 bilhões de investimentos no setor educacional. O montante, que compreende o período entre 2019 e setembro de 2021, foi aplicado em escolas de todos os 246 municípios goianos, seja na infraestrutura e aquisição de materiais didáticos ou em investimentos na área pedagógica.

Em 2021, Goiás também avançou em âmbitos avaliados como a Infraestrutura, com aplicação de R$ 1 bilhão em obras. Na Segurança Pública, houve redução em todos os índices nos crimes violentos no Estado, e na Assistência Social foram investidos mais de R$ 1,1 bilhão em programas sociais.

“Somos referência em segurança pública e na educação somos 1º lugar no Ideb. Criamos programas sociais para nossa população que vive em vulnerabilidade, como o Mães de Goiás e o Aprendiz do Futuro”, disse o governador ao afirmar que “Goiás entrou na linha”.

Com ações conduzidas pelo Programa de Compliance Público (PCP), a eficiência na administração pública estadual em Goiás gerou uma economia de R$ 809 milhões na aquisição de bens e serviços, de um total de R$ 13,6 bilhões fiscalizados na atual gestão. A qualificação, particularmente por meio da gestão de riscos, um dos quatro eixos do programa, colaborou diretamente com os números. Instituído pelo governador Ronaldo Caiado nos primeiros meses de mandato, o PCP é, atualmente, um dos maiores programas de integridade em execução entre os estados brasileiros. “Estamos resgatando o orgulho da nossa gente e levando mais dignidade e qualidade de vida para todos os cantos do Estado”, completou Caiado.

Fonte: Secretaria de Comunicação (Secom-GO)

 

Deixe um comentário